Home / DC / O lance na DC é NÃO pisar de mansinho se for da cor, se for escurinho?

O lance na DC é NÃO pisar de mansinho se for da cor, se for escurinho?

Essa semana a DC soltou uma prévia de seu novo Wally West uniformizado.
Tipo essa imagem aí, com a reluzentemente merdal arte de Brett Booth:

FLS_5YL_3A_600_B_580_537e9528a925c0.97905178-e1400869243485

Claaaaaro que as pessoas xilicaram com o fato de que Wally West agora é negro (ele já tinha sido mostrado assim antes) e nem mesmo as divergências de uniforme – agora muito mais Impulso do que Kid Flash – foram suficientes para abafar o mimimi sobre a origem étnica do personagem.

Entretanto, ao invés de dar um abafa, pisar de mansinho, a DC soltou umas imagens da nova Helena Bertinelli (outrora Caçadora) dos Novos 52. E ela é… Negra, uai!

O design da personagem é de Tim Seeley, que chegou a arriscar algo mais na pegada do pagodim, cheio de ousadia e alegria (rosa choque e cinza? Referência a Batman Inc.? Eita!), mas acabou sendo refreado e ficando com algo mais pé no chão, com esse lance de pilota. Pois bem, a personagem dará as caras na nova onda da mensal do Asa Noturna, que agora é um agente secreto e tale coisa. Essa nova Helena, aparentemente não será a Caçadora (que já existe na Terra 2, como Helena Wayne), mas mesmo essa negativa é mais ou meeeenos, mais ou meeeeenos: a roupa de piloto ainda mantém a cruz branca no peito do uniforme da Caçadora pré-Novos 52 e, como se pode ver, ela ainda tem a besta (o arco, não sua mãe) como arma. Será que teremos, no fim das contas, duas Caçadoras uma em cada Terra?

2651903-1

Enfim, nesses momentos sempre surgem aqueles comentários do tipo: “Ah, cara, eu sou a favor da diversidade, mas será que precisam mudar meus personagens favoritos? Não podem criar personagens novos que sejam negros/gays/latinos/putas e o caralho? Tem que mexer nos MEUS PERSONAGENS?” Bem, os lances com o Superman babacão e o Constantine geração saúde Novos 52 me ensinaram uma coisa: os “meus” personagens não existem mais. Ao final de Flashpoint, a DC destruiu todos os personagens que existiam antes, para então reimaginá-los (tipo aquelas minis horríveis do Stan Lee), não necessariamente usando muito dos “originais” como base.

Daí, tanto faz se a Helena Bertinelli agora é negra ou se a agente secreta negra que atua com o Dick (aquele viadinho) na verdade se chama Helena do Manoel Carlos – nos dois casos, são personagens novos, com vagas lembranças de criações de outrora. Mesma coisa para o Wally West, para o Alan Scott gay, o Superman meio psico e tal. É tudo novo (de novo).

Agora resta saber se com o recauchute dos Novos 52 a DC tá aproveitando pra fazer de novo do seu universo ficcional um puta puteiro do caralho, uma suruba de cego que nem era pré-Crise de 1985. Ou se essa Helena vai virar Caçadora ou não. Ou quanto tempo demorará para pintarem os primeiros cosplay realmente interessantes com a nova personagem…

tumblr_lxw0d2pJkz1r71mtso1_500

Sobre Poderoso Porco

O mar não tem cabelos. Eu também não.

Além disso, verifique

Nova hq no Catarse transforma pesadelos em criaturas reais

Em “A Noite Espera”, pesadelos são tornados reais literalmente (ou seria “literaturalmente”?) na forma de …

429 comentários

  1. ??????????????????????????????????????

  2. achei gente linkando la no blog pelo twitter.. essa coisa sem utilidade :oooo

    https://twitter.com/search?f=realtime&q=puxas.blogspot&src=typd

  3. vo pro intervalo… vo de jaleco mesmo..preguiça de ir até banheiro trocar de ropa..

    até o/

  4. Design de merda do Flash, design dazora da Caçadora.

  5. Agora a Caçadora é uma ex capanga do Poderoso Professor Porko?

  6. Sketchbook do Stálin

    Eu apóio cosplays morenaças da Caçadora. Será que a Camila Pitanga faz cosplay?

  7. Diretor Coulson, O Filho Legal

    Achei que ia ser um post mimizento com discussão sobre racismo e tudo mais. Você decepcionou, Porco.

  8. André Luiz da Silva

    Q….

  9. Claaaaaro que as pessoas xilicaram com o fato de que Wally West agora é negro (…)

    Entretanto, ao invés de dar um abafa, pisar de mansinho, a DC soltou umas imagens da novaHelena Bertinelli (outrora Caçadora) dos Novos 52. E ela é… Negra, uai!

    PORRA!

    Aí já é formação de quadrilha!

  10. Tim Seeley, o criador da excelente hq Hack/Slash, publicada pela Image.

  11. Rodneysky Meneghellvich

    Nada que me surpreenda, apenas a DC atendendo o seu publico de merda. Olha esse uliforme do Flash.

  12. Em que universo insano alguém deixa esse Brett Booth desenhar uma hq mensal? E pior ainda, criar uniformes?

    Jim Lee fazendo escola…de merda.

  13. Gente, tá passando agora no SBT o episódio da Liga inspirado em Para o Homem que Tem Tuod do Moore, que diz a lenda, o Alan Moore chegou a aprovar essa adaptação de uma obra dele.

  14. Gostei da versão com uniforme de super-heroi, esse lance pé no chão é muito caído.

  15. de fato, esse reboot foi um grande fracasso ! uma total descaracterização desnecessária ! Marvel Wings

  16. Pelo jeito o negócio é transformar todos em afrodescendentes , ja tinha reparado que pelo que li o Barry Aleen meio que pegou a personalidade dele , então natural mudar totalmente ja que eram muito semelhantes

  17. Chá de Santo Damian

    Eu gosto pracarái das Ultimate Spider-Man com o Miles, então pode fazer até o caveira vermelha ser negro que eu não ligo

  18. esse Wally West tá parecendo o Batoré correndo, todo torto

  19. Porco, você acha que até o Batman não tem nada do antigo Batman?

  20. O problema com essa “diversidade” que tanto a DC quanto a Marvel tem tentado nos empurrar goela abaixo é que elas soam forçadas demais. Raros são os autores que conseguem trabalhar o tema bem e sem querer jogar na cara da galera “Olha! Nós somos antenados! Veja como esse personagem é negro! E olha como aquele outro é latino! E observe mais aquele que é gay!”.

    • Chá de Santo Damian

      eu não ligo, sinceramente, não é porque o cara é negro, latino, índio que vc tem que ter isso na história dele, tem que parar com o personagem padrão ser homem e branco, e caso seja de qualquer outro jeito eles tem que abordar aquilo como um “problema” ou tem que colocar ele enfrentando problemas que só são gerados por ele ser daquele jeito.
      Tim Allen é gay e isso nunca mudou porra nenhuma

    • Quando sai a nova parte de 1001 Coisas que Apreendemos com Os Cavaleiros do Zodiaco?

    • e só pq o cara é negro que tem que ter uma história falando do preconceito?

      Ele não pode ter uma história ~normal~ igual aos personagens padrão brancos???

    • Eu acho que é tipo quando o Spike Lee falou que o Wood Allen era racista porque não tinha negro nos filmes dele, mas é o que ele respondeu: Ele não sabe trabalhar com um personagem negro, porque ele é um judeu branquelo de Mahathan e provavelmente só viu a primeira pessoa negra quando tinham mais de 12 anos.

      MEsmo que ele quisesse ele não conseguiria se por na pele de um homem ou uma mulher negra.

      Acho que o mesmo acontece na Marvel e DC: vc tem pessoas falando sobre algo que no fundo eles não entendem, e são incapazes de se relacionar porque nunca viveram racismo na pele, não convivem quase com pessoas que não sejam brancos.

      A tendência disso é mudar, por que vc tem hoje, mais negros que se interessam pela arte, e estão entrando no mercado. Mas isso leva tempo, e não vai acontecer do dia para noite.

      • Cara negro não é um bicho!!! Wood Alen só sabe comer filhas!!

        O cara fala como se estivesse trabalhando com TIGRES!! Tipo, não sei o que comem, qual o clima preferido, quanto dormem!!

        Vá a merda porra!! Eles são seres humanos, coloqueos num filme sem esteriótipos raciais!! Eles não precisam ficar dançando o dia inteiro, nem andarem armados e muito menos terem penteados afro ou terêrê

        • Bom, até pouco tempo o próprio Spike lee era um cara que usava e abusava de esteriótipos raciais. E não é questão que o cara não se considera humano, apenas que ele acha que não seria capaz de adereçar qualquer tipo de caracterização sem parecer racista, por isso ele simplesmente evitou a polemica… só não evitou na hora de comer a filha… mas ai é outra história.

          • Uplan Uplantrovich Uplavlov

            Spike Lee faz o tipo do anti-racismo americano,”as unicas 2 coisas que eu odeio são racismo e brancos”
            Quanto ao Alen, como o Bufo uma vez disse, toda forma de amor e valida.

      • Concordo 200%!

    • Sim, como se o fato de um personagem ser gay ou negro ou latino fosse significar que a história em si fosse boa.

      O primeiro ponto que as editoras tem que aprende é que primeiramente tem que ter BOAS HISTÓRIAS com esses personagens e em segundo lugar, eles tem que ter um certo destaque, uma certa continuidade, sem ficarem presos as questões de vendas que matam inumeros destes personagens.

      Um bom exemplo disso é o Homem-Aranha ultimate que agora é negro/latino e tem boas histórias e um grande destaque na editora. Nesse ponto a Marvel esta bem na frente.

  21. André Luiz da Silva

    MotherFuckers!

  22. O meu único problema com esse Flash é que o pé dele tá torto.

  23. “Aaaaaaiinnn… Essa DC machista! Quer dar uma de consciente e coloca a Caçadora como negra, mas não perde a oportunidade de explorar os peitos dela. Aaaaaainnn, machistas!!!!! Mais reispeitoooooowwww!!!”

  24. Na verdade, essa atitude de diversificação por parte da DC tende a se intensificar, tendo em vista que, estatisticamente, as minorias estão consumindo mais HQs do que nunca nos EUA. Ou seja, não adianta espernear, nerds racistas. O dinheiro fala mais alto. Mas por favor, continuem xingando muito no Twitter, por que assim saberemos quem vocês são.

    • Paretovsky boladovsky

      Ou seja, pra você o único motivo de colocarem personagens negros, gays etc. Nos quadrinhos é porque essa minoria agora está consumindo mais HQs? Não se trata de uma forma da DC mostrar a diversidade já existente na sociedade ou ainda uma forma de discriminação positiva, mostrando que esses segmentos da sociedade são tão importantes e podem ser tão heróicos quanto os já mostrados? Esse pensamento seu é tão perigoso quanto o que você criticou. Capitalistasky! Skavuska!

      • Eu disse que essa diversificaçao do universo DC é INEVITÁVEL graças ao apelo mercadológico de certos temas, não que é certa ou errada. Não fiz juizo de mérito. Aliás, por mim, em termos de representatividade, falta MUITA minoria nas HQs de super-heroi. É de cair o cu da bunda, por exemplo, que em pleno seculo XXI nao exista UM personagem negro sequer entre os cinco maiores da Marvel ou da DC.

    • Não é racismo, é mimimi de quem espera que as coisas sejam feitas direito e fielmente ao originais rsrs.

      Mas cá entre nós… vc ia imaginar que merda se eles pegasse um cara como o John Stewart que é um personagem bacana e originalmente negro, e fizessem ele branco, a chuva de merda que ia cair na DC?

      • Talvez não no SEU caso, mas em boa parte da comunidade nerd americana é racismo sim. Basta procurar o assunto no twitter pra você ver a chuva de comentários inegavelmente racistas que está rolando.

        • Bom, sempre tem um idiota… mas na real? To cagando no caso da caçadora… nunca acompanhei nada dela mesmo. Só via ela quando ela aparecia em alguma história da morcega.

      • Sério mesmo que em maio de 2014 ainda tenho de ler “se pintassem o John Stewart de negro” como argumento pra alguma coisa?

        • Olha porco, eu não sou negro e não sei o que é sofrer racismo, mas a questão é que hoje vejo uma inversão de valores, em que ao mesmo tempo que tem um lado positivo e tende a dar oportunidades iguais a todos, vejo que isso vai ao mesmo tempo minando e homogeneizando a linha de pensamento das pessoas. Você não pode pensar diferente, e mesmo que pense como um idiota racista, bom, é direito de cada um se ele quiser ser um idiota racista. Quando falo que se o um cara quiser transformar um personagem classico como o Stewart é o que quero dizer. Lógico, outros personagens nunca funcionariam ao contrário, como é o caso do Luke Cage, mas o Jhon Stwart até onde vejo o passado dele é que ele era um soldado. E ai, tanto faz a etnia

          No mais como disse, não tenho acompanhado a DC, e não sei qual é a dessas trocas que eles vem fazendo. Mas que deixa muita gente grilada, como é no caso do tocha humana, isso deixa.

          • E você acha que não ha um contexto extra-argumentativo para a negritude do Lanterna Verde? Ele foi inserido no universo DC justamente para diversificar o panteão racial de personagens. POR ISSO, se o pintassem de branco, ele perderia não só parte de seu propósito político como mercadológico. E convenhamos que, considerando a quantidade de herois negros na DC, pintar um de branco deixaria um vacuo representativo bem consideravel.

          • De fato. Não sei a origem do Stwart. Só li coisa dele no A noite mais densa.

            Hoje na DC só lembro dele, o John Henry Irons, e do Cyborg entre heróis negros.

          • Então vale ler o personagem que você acha que não tem backgroud nenhum.
            Entenda, a indústria é “classista”. A “normalidade” na indústria é sempre masculina e caucasiana. Pra fazer algo diferente, SEMPRE há uma contextualização pra deixar bem claro porque aquele personagem precisa ser “anormal” (mulher, negro, oriental, gay, etc).
            Então, sim, quando O’Neil e Adams criaram o John Stewart, ele era um ativista negro, do harlem, ligado a problemas “mundanos” para os quais Hal Jordan cagava. Ninguém é gay, negro, indiano nos quadrinhos de graça, entretanto, quase todos os caucasianos são assim… de graça. Ou na origem do Superman ou do Hal Jordan tem algo que os ligue a essa etnia? Não, não tem…

            “Pintar um personagem” branco de negro, por exemplo, na maioria dos casos não o descaracteriza, porque geralmente não há qualquer “ancoragem” daquela etnia na construção do personagem – a cor da pele sequer é uma “característica” (no sentido de algo que o distingue dos demais). Diferente dos personagens negros, cuja descrição geralmente começa assinalando a “raça”: “John Stewart, um ex-combatente negro”; “Pantera Negra, o soberano de uma nação tribal africana”, etc, etc.

          • É… de fato vc tem razão nisso. Na verdade… pensando em retrospecto, até o Mandarim era um negócio bem racista quando apareceu primeiro.

          • TirulipaJr V Vesgo

            Posso estar falando merda (Comum, foi mal hehe)… Mas pensando aqui, acho que o Super ser branco tem a ver sim, o casal Kent parece meio WASP, e ainda, por serem proprietários de terras e tudo mais parecem representantes do destino manifesto, american way que é (ou era?) uma expressão de um povo branco (e racista). Sabe, aquele lance de torta de maçã?

          • Até ter background sabia apenas que ele era veterano de guerra e era arquiteto.

            Mas pensando aqui, um que foge um pouco dessa regra talvez seja o Blade. Será que pelas histórias dele inicialmente se passarem na Inglaterra?

          • Cara, na história em que ele surge (o John Stewart) era um ativista negro no harlem. Tá lá na fase do Lanterna/Arqueiro Verde escrita pelo O’Neill e com desenhos do Adams nos anos 70.

            O Blade eu nunca li, então não dá pra dizer nada.

          • Vou dar uma caçada.

    • O triste é que essa diversificação racial não é realizada para criar personagens relevantes e interessantes.

      Como você disse é apenas para suprir uma questão de mercado. Se da dinheiro criam um personagem diferente do convencional, se não da mais, matam o personagem.

      O ponto em questão é criar um personagem significativo e interessante que tenha uma diversidade (negro por exemplo), mas que seja bem trabalhado e que tenha uma certa autonomia com o mercado.

      Se o Superman não vende eles não matam o superman. Se um personagem negro,gay,latino,pobre, comunista não vende eles o apagam da cronologia definitivamente.

  25. Paretovsky boladovsky

    A DC deve ter esquecido que já havia uma caçadora nos novos 52 e fizeram outra, que nem foi com o Lobo, que primeiro apareceu como era e depois foi reformulado pra virar aquilo. É triste, mas a DC realmente morreu depois do ponto de ignição.

    Engraçado que depois vem o Ultra puxar o saco da DC, falando que até a merda deles é boa.

  26. André Luiz da Silva

    Ainda bem que eu não leio essa merda.

  27. Falcão, direto do seu cu da Marvel pra novo Flash.

  28. Esperando a cosplay afrodescendente da caçadora ….

  29. Outra pessoa está digitando…

  30. síndrome_de_dawn_of_justice

    prefiro a caçadera do arrow

  31. Hoje sim começamos bem! Três posts de Mdms de várzea, sem sinal dos estagiários ou XDs do Catena.

  32. podiam deixar as notas da dc pra filial do baile dos enxutos, vamos falar de coisa boa por aqui meo

  33. Ja tem algum personagem g0y?

  34. tesaum!… que coxas!

    então. essa merda que ta aí não é pra eu ler. to ligado nisso também. gostava do wally west como flash, melhor flash pra mim. mas independente de eu cagar pros novos 52 ou não, olha que merda de design! a DC ta nos anos 90! puta que pariu…

  35. Cosplay de mulher com pistola?? ÊÊÊÊ PORCOOOOO

    NÃO APRENDE NUNCA!

  36. Falando nisso a cena do mercúrio que todo mundo alardeou, bem mais ou menos.

  37. Uplan Uplantrovich Uplavlov

    Por que não fazem como o John Stuart e Homem Aranha Ultimate?
    Mata o personagem desgastado e coloca um melhor no lugar que seja negro.
    Ninguem vai sentir falta do aranha turbinado e do latrina verde Hall Aqui algumas boas historias.
    O como o Lobo, que seja um Twinkie metrossexual.

  38. A Tábata, como diz o Catena…

  39. Крылатый петух - Passaralho

    dc até quando acerta faz merda

  40. Pequeno Cícero Bolshevik

    O Inominável diria que é um exemplo claro de “blackspotation”.

  41. Foram tantos anos com personagens caucasianos , que uma visão mais realista do mundo parece fantasioso, aliás, fantasia não é mais criar um mundo em que só existe gente branca, a qualidade das historias é o que me preocupo, afinal , produzir um material ruim e depois culpar a diversidade étnica/religiosa/sexual dos heróis é só justificar a intolerância do leitor conservador.

  42. Pequeno Cícero Bolshevik

    Tava procurando um cosplay tosco, pra zuar o Porco de alguma forma, e achei um presente pros especialistas em photoshop:

    http://s9.postimg.org/qgzakljcv/Cosplay_15.jpg

    Me digam aí: é real, tem photoshop, comia…?

  43. CORRE NEGÃO, CORRE NEGÃO

  44. Zackovski Snyderski

    To pouco me fundeando para a Caçadora, o Wally West e até para o seu primo lá de Piracicaba, mas o que fizeram com o Superhomem e o Constantine foi sacanagem.

  45. O foda da DC é que nesse pós reboot ela vem criando uma grande gama de personagens diversificados, sem qualquer conteúdo ou significância para a sua cronologia principal.

    É muito fácil criar um lanterna verde negro e islâmico, dentre 500 lanternas em que dificilmente será melhor explorado nas histórias principais. Ou criar um personagem da terra 378 que pouco aparece.

    A DC só faz isso pra criar um hype na editora e trazer mais desses novos consumidores. No entanto, o foco sempre serão os medalhões de sempre (brancos, ricos magros/fortes e inteligentes).

  46. Pequeno Cícero Bolshevik

    Alguns dos senhores, nobres bacharéis, já fez compra no site da Panini?

  47. Caramba… esse post até parece continuação daquele do Quarteto… Quando farão logo um comentando / discutindo / digladiando sobre as descaracterizações dos personagens??? Esse MDM é safado mesmo… ficam criando inúmeras matérias que terminam com as mesmas questões só para a galera bombar com os mesmo comentários. Façam uma estatística dos assuntos recorrentes que sempre bombam… Bryan Singer, Michael Bay, Rob Liefeld, Bátima!, Mulher Hulk, “Descaracterização de Personagens”, etc…

    • Ha, acho que no caso do tocha a maior preucupação é que simplesmetne vão descaracterizar eles como uma familia, que afinal, sempre foi o diferencial do quarteto. Se bem que a mulher invisivel e o tocha podem muito bem ser irmãos adotivos…

      • Renan Nobles Pires

        Olha, uma família com filhos Negros e Brancos não é tão incomum como parece

        • Não é de fato, mas normalmente quando vc tem irmãos vc não espera que um seja negro e o outro branco. NO máximo vc espera uma diferença menor. Mas ai é genética.

          No máximo dá para eles falarem que são meio irmãos ou irmãos adotivos.

          • Pois é… Parece tanta ânsia em cumprir as ditas “cotas” que nem se questiona a plausibilidade desses ajustes no contexto ORIGINAL da história… “Ah diga que são adotados”… “Não faz diferença se o que sobra depois da combustão é o carvão…” O importante é o marketing gratuito trazido pela polêmica.

            Querem fazer uma mudança de característica sem serem hipócritas? Façam um Reed Richards negro!!!

          • Pois… acho que não causaria tanta polêmica, e ia dar menos repercusão na imprensa.

          • Uma repercussão não duradoura e superficial. Uma mudança artificial de característica com propósitos mesmo nobres tem que ser realizada com prudência e com um real propósito e não apenas atrair publicidade gratuita.

          • Ou então colocar o tocha e a mulher invisível negros… problema resolvido.

          • É… sempre há uma opção mais natural e óbvia. A não ser que a Fox exija apenas e 25% de cota do elenco com essa “característica”… Aí pq colocar o cara mais inteligente do grupo…?? Coloquem o mais “engraçado” e fútil de todos. A indústria do cinema parece que só coloca pessoa negra em caso de filme-catástrofe… Exemplos: O Núcleo, O Dia Depois de Amanhã, 2012… “Negro inteligente… só quando for o fim do mundo!” Isso é o verdadeiro racismo!

          • haha, mancada.

            O Morgan Freeman é especialista em fazer papel de homem negro inteligente (o que de fato ele deve ser).

            Seven, NA teia da Aranha, Todo Poderoso, Menina de Ouro, O Procurado, Cão de Briga, Ammistad. Red.

          • Se for citar um ator negro recorrentemente foda em quase todos os papeis… eu poderia citar o Samuca Jackson… Mas vamos lá… Desses filmes, fora o que ele é policial (experiente), careciam de características próprias do Morgan…poucos poderiam substituir ele… Mas todos são “apenas” inteligentes (fora Deus!)… Agora “GÊNIOS”, somente em filmes-catástrofes…

            Se você assistiu “Crash – No Limite” há uma cena que o diretor de um seriado pede para que um dos seus dirigidos (negro) não pareça ser mais inteligente que o protagonista da cena pois aquele era para ser apenas engraçado… Isso figura bem o que eu estou falando. Inteligente pode… mais do que a maioria NÃO!! Só em filme-catástrofe mesmo… E não pode ser protagonista hein… Apenas colaborador!

      • E tu chegou a essa FANTÁSTICA conclusão sozinho ?

    • Eu acho que a repetição de posicionamentos se dá porque… Nós continuamos sendo as mesmas pessoas, sua mula!
      De lá (texto do Tocha) pra cá, o meu posicionamento não mudou, oras. Eu continuo pensando do mesmo jeito!

      • Dois posts com temáticas semelhantes e com apenas um separando-os é um recorde mesmo para o padrão de vocês… Não estou reclamando que haja dois iguais ou que você deve mudar o seu pensamento. Apenas estou “sugerindo” que façam um post dedicado a esses temas que são recorrentes… nunca haverá um pedra sobre o assunto mesmo…

        • É só marcar o Mega Mendigo.

        • Aaaaah tá, vc tá falando do post do Tocha escrito pelo Hell. Foi mal, eu pensei que vc estava falando do meu último post sobre o assunto.
          Mal aí.

          • Nem esquente. Foi só uma sugestão… E mesmo que vocês semanalmente ou mensalmente façam um post da mulher Hulk por exemplo… te garanto que bombará de comentários do tipo “- Eu comeria aquela vadia verde…” ou “defendendo ela. É sério… a galera gosta disso. Falar mal do Liefeld… quem não gosta de chutar bêbado?… é clássico!

  48. Afro-Change Novos 52

    O proximo a sofrer mudanças vai ser o Demolidor, que alem de negão e cego, vai ser tambem surdo-mudo e cadeirante, alem de gay, pra pegar todas as minorias

  49. Porco bloqueou a Rogéria! 😀

  50. Lord Mamilóvsky Menchevik

    Agora quero ver o impacto que a mudança de cor dele vai causar….

    NENHUMA! Vai ser o mesmo bucha de sempre, no máximo vão falar que ele foi criado na Philadelphia e viveu na casa dos tios dos 17 aos 22 anos, e quando saiu de lá foi direto se candidatar para o serviço secreto dos Homens de Preto, virando um alcoólico e pobre… Teve que virar vendedor pra comprar comida pro filho e sustentar o curso de Kung Fu que ele fazia na China. No fim, o mundo acabou e ele se explodiu em uma granada de felicidade. Foi jantar com a garotinha do Labirinto do Fauno e jogar truco com o Rorschach.

  51. síndrome_de_dawn_of_justice

    cuidado galera, o porco tá passando pelos comentários com o martelo do banimento da justiça. desde já eu deixo aqui claro que eu concordo com tudo o que ele falou no post e aqui nos comentários. até as merdas

  52. Achei que já tinha um novo Wally Azul.

    Só essa mascara que podia ser fechada mesmo, mas os facistinhas puritanos iriam reclamar igual.

  53. Sketchbook do Porco Manero

    Novo nick em homenagem ao melhor de TODOS, TODOS, TODOS!!
    OBRIGADO PODEROSO PORCO!

  54. Que droga hein… Pegam um personagem com anos de cronologia… e para adequar às “cotas” mudam as características dele… Até aí blz… (será?) mas não são capazes de criar HERÓIS com as ditas características e que sejam interessantes…, Ou não há personagens bons dessa maneira?? Spawn, (afrodescendente) e Demolidor (portador de necessidades especiais) estão aí para provar o contrário,.. Apesar de personagem homossexual ainda ser tabu… não importa quem está por trás (uia!) da máscara…

  55. Sir Jones Kast, Ph.D.

    Porra, o The Flesh Prateado afro-descendente!

    Tinha um negão no antigo PânicoNaTV que fazia um “Freddy Mercury Prateado”, só que era gordão.