Home / A Gente Lemos

A Gente Lemos

[A gente lemos COM SPOILEREZES] Júlia, aventuras de uma criminóloga, 1 a 3 (reedição em formato italiano)

2019 foi um ano e tanto para a relação Brasil-Itália, e não tô falando dos 120 anos da FIAT. Foi nesse ano que vimos ressurgir, com gás total, diversas publicações da Sergio Bonelli Editore, do país da bota aqui na terra da banana. Ok, sejamos justos: foram iniciativas silenciosas, que …

Leia mais

[A gente lemos] Jessica Jones: Ponto Cego (com spoilers)

Em 2019, Jessica Jones atingiu a maioridade. A criação de Brian Michael Bendis e Michael Gaydos fez sua estreia na gringa em novembro de 2001, em Alias #1, e de lá em diante entrou pra história do universo Marvel, literalmente. Nessas alturas do campeonato, depois de uma inserção na Netflix …

Leia mais

A gente lemos: Roseira, medalha, engenho e outras histórias, de Jefferson Costa

Ele conseguiu outra vez. “Como assim ‘Outra vez’, Porco? Esse é o primeiro trabalho do Jefferson Costa fazendo roteiro e arte!“ Eu explico. Conheci o Jefferson por conta daquele texto lá. O mais importante que acho que já escrevi aqui, ao mesmo tempo o que eu menos gostaria de ter …

Leia mais

[A gente lemos] A arte de Charlie Chan Hock Chye

Quando os caras do Pipoca & Nanquim, pessoas hiper legais e apaixonadas pelas histórias em quadrinhos, decidiram se tornar uma editora de HQs (e livros também), a chance de que vinha coisa boa por aí era grande. Ao contrário do que se esperava, os caras não começaram devagar, muito pelo …

Leia mais

[A gente lemos] O prolongado sonho do Sr. T., de MAX

Entre as editoras brasileira de quadrinhos, uma pouco falada (e até menosprezada) mas que tem um catálogo muito interessante é a Zarabatana. Capitaneada pela simpatia em pessoa do Claudio Martini, a Zarabatana, apesar da pouca mídia que recebe, é por exemplo a casa editorial no país de gente como Guy …

Leia mais

Rodada de resenhas do FIQ 2018 – Parte 3

Normalmente, quando eu vou para eventos, acabo voltando com uma porrada de hqs que eu não consigo ler. Desta vez, no entanto, graças a uma combinação de eu ter ficado de cama + fiquei sem energia elétrica por quase dois dias, consegui dar cabo da maior parte das leituras não …

Leia mais

[280 ou foda-se] A cidade da neblina, Jessica Jones, Mulher-Maravilha, Macumba Macabra…

Descobri que no mundo da interweb full time, as pessoas não curtem mais ler como antigamente. O Medium registra seus textos (e comentários também, veja você) por tempo necessário para lê-los. Ok, Danilo Beyruth, lá nos tempos dos fanzines do Necronauta já fazia essa medição, mas a coisa mudou. Ninguém mais tá …

Leia mais

Rodada de resenhas do FIQ 2018 – Parte 2

Normalmente, quando eu vou para eventos, acabo voltando com uma porrada de hqs que eu não consigo ler. Desta vez, no entanto, graças a uma combinação de eu ter ficado de cama + fiquei sem energia elétrica por quase dois dias, consegui dar cabo da maior parte das leituras não …

Leia mais

[A gente lemos] Sherlock Time, de H. G. Oesterheld e Alberto Breccia

Há um mundo de quadrinhos lá fora, desconhecido por muitos de nós. Há um universo de possibilidades lá fora e nós muitas vezes desconhecemos. Estas frases podem tanto descrever a produção em quadrinhos argentina, imensa, potente e e muito desconhecida por nós, como também um de suas obras, Sherlock Time, …

Leia mais

[280 ou foda-se] Lúcifer, Finório, Flintstones, Acelera SP, Escalpo (não aquele), Criminosos do Sexo…

Descobri que no mundo da interweb full time, as pessoas não curtem mais ler como antigamente. O Medium registra seus textos (e comentários também, veja você) por tempo necessário para lê-los. Ok, Danilo Beyruth, lá nos tempos dos fanzines do Necronauta já fazia essa medição, mas a coisa mudou. Ninguém …

Leia mais

[Mês da Consciência Negra] E o Pantera Negra, hein?

O filme do Pantera Negra tá chegando, geral tá na pilha pra vê-lo (eu também, ainda que não devia), mas não é dele que eu vou falar. Porque a Panini lançou este ano o começo da elogiada fase escrita pelo jornalista Ta-Nehisi Coates no personagem e, assim como fiz com …

Leia mais

Pacotão de reviews

Como isso aqui tá mais parado que o olho de vidro do Colin Hay nos videoclipes do Men at Work, resolvi colocar aqui um pacotão de reviews rápidos dos gibis que ando lendo. Quem sabe você não usa esses reviews pra ler algo que valha a pena na locadora do …

Leia mais

A gente lemos: O Xerife da Babilônia

Data de um pouco antes da saída de Karen Berger o “começo do fim” do selo Vertigo que tanto aprendemos a amar. Foi ainda no reinado de Berger, a grande, que o clássico se perdeu (Hellblazer virou uma série colorida de poderezinhos e planos vilanescos mirabolantes) e os sucessos escassearam …

Leia mais