Home / Quadrinhos / Sanctuary #1

Sanctuary #1


Sim, galerinha… tá difícil! Monster, Vagabond, Adolf, Nausicaä, é tanto mangá bom que anda quebrando a gente, e deixando nossa carteira bem mais leve! E agora, entrou Sanctuary na rodinha! Ô mangá bão dimais da conta, sô!

Sanctuary
Por Sho Fumimura (Roteiro) & Ryoichi Ikegami (Arte)
O mangá de 12 edições falam sobre dois amigos, Akira Hôjo e Chiaki Asami, que decidem no colegial fazer com que o Japão fosse liderados por jovens entusiasmados do que os mesmos velhos políticos de sempre.
Mas para fazer isso, Hôjo se torna um yakuza (máfia japonesa, teu pastel) enquanto Asami vira secretário do deputado Sakura. À partir daí começa a rolar uma verdadeira guerra nos bastidores para Asami virar um político.
Vou falar uma coisa para vocês, meus amigos, sem exageros: Sanctuary é um dos melhores mangás desse ano! Roteiro inteligente, diálogos afiados e precisos, uma narrativa que te prende (fui ler as primeiras páginas só para ver qual que era da parada, mas só parei quando li a edição inteira), e uma arte belíssima e detalhada.
Sho Fumimura está com tudo nesse mangá! Criando um yakuza que apesar dos pesares, é boa praça, e um secretário de deputado que fará o que for preciso para fazer o seu sonho tornar realidade.
E por isso mesmo, com dois protagonistas tão distintos, mas que almejam o mesmo ideal, os melhores momentos dessa edição são quando os dois personagens conversam.

Ryoichi Ikegami entende tudo e mais um pouco de desenho! Quem já viu algum trabalho dele, como Crying Freeman, sabe do que estou falando! Ainda mais nessa HQ onde ele está brincando muito com as sombras, e as expressões dos personages.
Mas atenção! Esse é um mangá adulto! Tem cenas de violência e sexo (até se fala sobre estupro duas vezes), sendo assim, é melhor a molecada deixar para ler daqui alguns anos.
Outro dia um amigo nerd meu me perguntou o que eu considero como um bom mangá, e a minha resposta foi “assim como os outros tipos HQs, é terminar de ler a edição e ficar com aquele gostinho de quero mais!”, e com esse mangá eu estou com esse gostinho até hoje! Que venha logo a segunda edição!
Com um pé na realidade e outra na ficção, Sanctuary é uma excelente surpresa que deveria ser lida por todos!
O único defeito como muitos outros mangás é o preço! Uma arara e dois beija-flores é pesado para muitos, mas vai por mim, vale cada centavo!
Nota 10
Sanctuary tem 244 páginas, custa R$ 12,00, e é uma publicação da Conrad Editora.
Ficou na fissura? Clique aqui para comprar.

Sobre Bugman

Grant Morrison nos salvará.

Além disso, verifique

Nova hq no Catarse transforma pesadelos em criaturas reais

Em “A Noite Espera”, pesadelos são tornados reais literalmente (ou seria “literaturalmente”?) na forma de …

Um comentário

  1. Primeiro
    XD

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: