Home / HQ Nacional / RIP Toninho Mendes (e o Brasil perde um dos maiores nomes dos quadrinhos)

RIP Toninho Mendes (e o Brasil perde um dos maiores nomes dos quadrinhos)

Faleceu nesta manhã o (agora) imortal editor Toninho Mendes. O editor sofreu um mal súbito em sua casa e não sobreviveu às consequências.

Para quem não conhecia, Toninho foi o responsável pela Circo Editorial, que nos anos 1980 avivou o quadrinho underground no Brasil, agrupando nomes como Laerte, Angeli, Glauco, Fernando Gonsales, Luis Gê, Glauco Mattoso e outros. Foi através da Circo que revistas antológicas para a história do quadrinho brasileiro como a Chiclete com Banana, a Piratas do Tietê, Geraldão e Níquel Náusea chegaram às bancas, cheias de críticas, acidez e irreverência.

Foram as publicações da Circo, compradas naquelas banquinhas de usados nas bancas de jornal que me fizeram pela primeira vez sair do universo multicolorido dos super-heróis.

Para a nossa sorte (ou menor azar) Toninho chegou a lançar há alguns anos o livro O Humor Paulistano, pelo SESI-SP, em que se narra parte da história (e importância da Circo).

Mas, considerando que eu não sou ninguém, acho importante ler o que algumas pessoas disseram sobre essa triste notícia:

 

Que descanse em paz.

Sobre Poderoso Porco

O mar não tem cabelos. Eu também não.

Além disso, verifique

Vai ter hq gaúcha na CCXP, sim (e se reclamar, vai ter duas)

Mais especificamente, hqs de artistas de Cachoeira do Sul, que vão ser lançadas na CCXP …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários