Home / Coisa japa / Reclama do mercado de comics? O Japão está fazendo o mesmo com Attack on Titan!

Reclama do mercado de comics? O Japão está fazendo o mesmo com Attack on Titan!

Geralmente quando se compara comics americanos com mangás japoneses, a conversa sobre integridade artística sempre vem a mente. Como a maior parte dos quadrinhos famosos dos Estados Unidos são bastante longevos e passam de mãos em mãos durante os anos, os mangás normalmente se conservam pois são obras pessoais dos mangakás. Com isso, as obras japonesas são consideradas mais centradas e com menos chances de ter coisas aleatórias, certo?

Bem, esqueça esse pensamento idiota, pois Attack on Titan vai ter um spin-off sobre crianças no parquinho!

ataquedostitanzinhos

Para quem não sabe, Attack on Titan é um mangá de bastante sucesso nos últimos anos (sério, em que acampamento de eremita você esteve nos últimos anos?), muito por causa da abordagem séria e realista de como seria o mundo em que pessoas armadas com equipamentos steampunk do Homem-Aranha lutam contra gigantes vindos direto do centro de apoio aos desenhos de crianças de dois anos.

O.K, realista não é a palavra mais apropriada nesse caso.

De qualquer forma, todos os personagens famosos (e os outros que apareceram mais recentemente no mangá, mas foda-se que eu não acompanho mais essa merda) estarão agora no traço infantil de Attack on Titan: Junior High, que era um spin-off do mangá que será transformado em anime. Ele contará a história dos personagens em uma escolinha primária onde titãs e humanos estudam juntos, mas um dos titãs acaba comendo o lanche do protagonista (juro que não inventei uma palavra). Só que não apenas isso, o anime também virá com segmentos em live-action (???)! Saca só esse desastre de trem:

Se lembra quando você viu o vídeo de Gagnam Style e ficou alguns segundos fitando a tela do computador sem entender quantas drogas você precisaria injetar para entender o que estava acontecendo? Então, marque uns trinta segundos a mais e você entenderá como me senti.

E eu escrevi isso antes de ver os segundos finais. Agora estou fitando a janela do meu quarto em meditação profunda para tentar descobrir onde iremos parar como espécie.

De qualquer forma, achei interessante essa espécie de ocidentalização de Attack on Titan no quesito de tratamento de spin-offs, algo que vem tomando cada vez mais força no Japão. Você vê o vigésimo desenho dos Cavaleiros do Zodíaco por aí, filmes e filmes de Dragon Ball e uma tentativa de emplacar o filho do Naruto nos cinemas. Contudo, acho que o exemplo mais gritante é justamente Attack on Titan, que além de filmes live-action, OVAs e outros animes, toda santa vez que vou pra banca eu vejo um novo spin-off.

E antes que venha algum otaku virjão dizer que estou errado em algum ponto aqui ou ali, saiba que, bem, eu não me importo. Só fiz esse post para quebrar um dos argumentos que mais ouço por aí na disputa de mangás contra a gloriosa arte dos quadrinhos americanos. E para aumentar a ofensa contra essas pessoas, aqui está uma imagem do protagonista do melhor mangá de todos os tempos, Saitama de One-Punch Man, em formato de quadrinhos americanos:

one_punch_man_by_paintmarvels-d6eb9mo

Sobre Lojinha

Apenas um evangelizador de One Punch-Man, Gintama, Undertale, Community e Cave Story.

Além disso, verifique

Podcast MdM #506: QUATRO HORAS de indicações de animes com o MdMangá!

Neste Mdmangá de TROCENTAS HORAS, Maximus, Tango, Lojinha e Belle (na primeira parte do pod) …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.