Home / DC / Desculpa se eu sou burro, Alan Moore!

Desculpa se eu sou burro, Alan Moore!

piadamorrison

Explicar piada é uma merda, quase sempre destrói a graça, certo?

Só que o Deus do Bugman, Grant Morrison, fez a gentileza de melhorar ainda mais a crássica HQ A Piada Mortal, de Alan Moore e Brian Bolland, pros burros como eu que não entenderam totalmente o motivo da piadinha tosca que o Coringa conta no final da revista.

Numa participação no podcast do Kevin Smith, Morrison deixou o gordinho boladão ao comentar algo que muda um bocado a percepção do final da HQ pra muita gente.

Use seu inglês nórdico pra ouvir ai.

Resumindo, segundo o Morrison, o Bátema quebra o pescoço do Coringa no fim, e esse é o motivo da risada do Joker, do palhaço, ser interrompida abruptamente, assim como o facho de luz que vinha do carro da polícia.

O próprio nome da hq, A Piada Mortal, seria um indício disso. O título original é “The Killing Joke”: The Killing – O Assassinato, Joke – Joker sem o erre final.

Veja ai a página final da revista e tire suas próprias conclusões.

piadamorrison

Kevin Smith, boladinho, ainda balbuciou algo tipo… mas… mas.. não teve onomatopéia do pescoço sendo quebrado… E Morrison falou que isso foi proposital para o final se manter ambíguo.

Morrison cita ainda que o desenhista Brian Bolland já falou uma vez sobre esse final. Provavelmente ele esta se referindo a esse texto que saiu na edição “Deluxe” da HQ.

“Falando nisso, é hora de eu revelar o que realmente acontece no final de A Piada Mortal: enquanto nossos protagonistas estão na chuva rindo da piada final, as luzes da polícia refletindo na água sob seus pés, Batman estende as mãos e……”

Como todo final ambíguo, muitas conclusões diferentes podem sair dai. Por ser um anual oficial do Batman e o Coringa ter continuado vivo depois disso, o pessoal que se apega a cronologia pode afirmar tranquilamente que isso é viagem do Morrison, por exemplo.

Eu acho que o Moore cagaria pra cronologia e não ter feito um final “todo explicadinho” é justamente uma forma dele tranquilamente escrever o que ele quiser sem ter que se prender a isso.

Nunca tinha enxergado o final dessa forma e só o fato da luz interrompida citada na piada da penúltima página estar nesse último quadro já dá um significado ainda maior a piada e ao final, engrandece ainda mais a história pra mim, que sou burro e não tinha percebido isso.

Se bobear agora, putinhas do Snyder vão dizer que ele já sabia e que o Superman quebrando o pescoço do Zod no filme foi uma “referência jungiana a essa revista, quando outro grande herói da DC finalmente ultrapassa seu limite quebrando o pescoço do vilão”.

Agora…. Uma outra visão disso tudo pode ser, como o Hell viu comentarem no fórum do CBR, que o que interrompeu o facho de luz no final foi o Bátema se aproximando pra tascar um beijão no Coringa, bwahahahaha

batkiss

Diz que o Ultra ficou MUITO bolado com essa possibilidade, bwahahahaha

Sobre Triplo

Tá, eu sei, "você está pelado agora", grande novidade...

Além disso, verifique

Nova hq no Catarse transforma pesadelos em criaturas reais

Em “A Noite Espera”, pesadelos são tornados reais literalmente (ou seria “literaturalmente”?) na forma de …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.