Home / Cinema / O Superman de Man of Steel é americano, mas nas sequências ele vai ser global

O Superman de Man of Steel é americano, mas nas sequências ele vai ser global

Parece que tá rolando uma pequena celeuma (sim, essa palavra existe!) lá nos EUA sobre a nacionalidade do Superman (parece que os americanos realmente levam a sério a cidadania de um cara QUE NÃO EXISTE), e ao que tudo indica, o Superman em Man of Steel deixou bem claro que era americano (é um vendido).


Agora Zack Snyder esclarece um pouco essa relação numa entrevista à rádio BBC 4:

BBC’s Radio 4: Vou te dizer uma coisa sobre General Zod. Ele saca a globalização, não saca? Por que quando ele chega na Terra ele manda sua mensagem em todas as linguagens do mundo, então é tipo uma “United Colours of Benetton”, tipo, está em todo o lugar. Mas Superman, ele está ali apenas pela América.

Zack Snyder: É. 100%… Essa foi sempre uma coisa que teria que estar na evolução do personagem. Ele não tem escolha a não ser se tornar global.

BBC’s Radio 4: Isso seria na sequência.

Zack Snyder: Bata na madeira. Isso literalmente tem que acontecer. Mas para mim eu estava realmente interessado – e talvez é por que Barack Obama é presidente agora – é tranquilo para o Superman ser americano. Ele é quintessencialmente uma criatura e criação americana. Eu queria prestar homenagem ao super-herói vindo do coração da américa, e o “por quê?” disso.

Bão, sei lá, não vi o filme ainda então não posso falar sobre isso. Mas acho que até faz sentido, por um lado, já que ele nasceu nos EUA. Mas, ele não tinha viajado o mundo inteiro antes de se tornar o Superman? Ou será que ele viajou só pelos EUA durante sua “busca por si mesmo”? Por que, se for o segundo caso, tudo bem, mas se for o primeiro, aí já acho meio forçado ele ter essa vibe de “sou americano”, principalmente depois de descobrir que é um ET. Ou não, muito pelo contrário.

Aproveitem para assistir um video com o treinamento de Henry Cavill e, principalmente, Antje Traue (gostosa bagarai):

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 36 anos (teria se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, José resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Maria dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

Podcast MdM #536: Os filmes de super-heróis que (quase) esquecemos

No podcast de hoje os MdMs relembram aqueles filmes de heróis que caíram no esquecimento: …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.