Home / Marvel / O desembarangamento heróico da Vampira

O desembarangamento heróico da Vampira

Pois é, nerds amaldiçoados… Várias vezes comentamos nos podcasts que a indústria dos quadrinhos invariavelmente acaba cedendo aos padrões comerciais, como quase tudo.

Citamos aqui as mudanças físicas que certos personagens sofres conforme vão ganhando popularidade, como o Wolverine, que era um nanico velhaco e feio que com o passar do tempo foi virando galãzinho

Mas o expoente máximo disso com certeza foi a Vampira, ícone clássico da “gostosa” dos anos 90, graças ao Jim Lee e sua passagem pelos X-Men, mas a personagem não era exatamente assim quando começou a dar as caras na editora, em 1981, como vilã numa história dos Vingadores:

vampi1

Seu visual foi criado pelo desenhista Michael Golden, e deixava claro que a vilã não tinha muitas curvas, seus cabelos com mechas brancas também denotavam já uma certa idade, bem como os seus traços faciais…

A personagem continuou como vilã nos anos seguintes, em 1982 ela enfrentou os X-Men pela primeira vez, saiu na porrada com o Wolverine, Tempestade, Noturno ajudados pela Miss Marvel…

Desenhada por Dave Cockrum, a personagem continuava com os cabelos grisalhos, com um penteado mais vilanesco (tipo o do Wolverine) e com marcas faciais que demonstravam uma certa idade velhaca…

Ainda em 1982 a personagem integrou a Irmandade de Mutantes, ainda como vilã, e nos traços de Sal Buscema, a personagem continuava com sua “cara de vilã” com suas têmporas grisalhas.

vampi5

Em 1983 a Vampira acabou entrando pros X-Men, e aí começou a mudança. a personagem agora era do time dos heróis, e teve suas feições um pouco amenizadas…

vampi6

No traço de Paul Smith, as têmporas brancas viraram uma mecha no topo da cabeça, e as rugas de expressão diminuíram, mas a personagem continuava “feia” pros padrões quadrinísticos heróicos americanos

À partir desse momento a personagem passou por uma “fase de transição”, com o seu visual sendo “desembarangado” com o passar das edições… mas em 1984 Romita Jr. ainda a desenhava com traços fortes, com pouca sensualidade:

Vampira nos anos seguintes passou por diversos desenhistas como Barry Windsor-Smith, Bob Wiacek e Mark Silvestri, cada um dando um visual um pouco diferente pra ela, mas a maioria ainda mantendo uma “matriz” de mulher não muito bonita pra personagem…

vampi10

Nesse mesmo período tínhamos também Alan Davis, Rick Leonardi e Athur Adams na parada, caras que são experts em desenhar só mulheres gostosas, e a Vampira deu um “salto de qualidade” nas mãos desses caras, o seu visual “punk” foi o grande determinante pra mostrar que a Vampira agora tinha curvas igual as mais gostosas heroínas da Marvel, além de parecer mais jovem a cada artista que a desenhava, e isso virou padrão e referência pra personagem…

vampi11

Aí quando Jim Lee assumiu o título dos mutunas, a gostozisse da Vampira acabou potencializada, ela passou a ser “a gostosa” referência pro grupo, ao lado da versão ninja da Psylocke.

vampi12

E assim a personagem permanece até hoje, mais jovem e muito mais boazuda do que quando deu as caras pela primeira vez… obóviamente um efeito não dos seus poderes mutantes, mas sim do poder dos padrões sociais e comecias, que acabaram forçando o padrão de beleza vilanesco da Vampira a ir pro beleléu.

Se fosse tão fácil assim ficar bonito no mundo real vocês estariam feitos, hein cambada de feio!

Sobre Hell

O Hell, este que vos fala.

Além disso, verifique

Podcast MdM #559: Tentando lembrar das HQs BOAS dos anos 90! Eita porra!

No podcast de hoje os MdMs Hell, Caruso e Daniel HDR chamam a galera da …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.