Home / Marvel / Conheça o Doutor Estranho do Alan Moore (!)

Conheça o Doutor Estranho do Alan Moore (!)

decover

Vocês lembram daquela HQ do Doutor Estranho, escrita e desenhada pelo roteirista, mago e cagador de regra Alan Moore em 1970? Se você lembra, você fumou maconha, meu jovem, por que essa HQ nunca existiu. Quer dizer, não de forma oficial, pelo menos.

MAS

O Rich Johnston, do Bleeding Cool, desenterrou o que parece ser um dos primeiros trabalhos do Moore nos quadrinhos: uma história do Doutor Estranho para o fanzine The Planet Comicollector #2, de 1970. Confiram aí umas páginas:

de01

de02

de03

Mas não para por aí! Se você ligar agora O Johnston também desencavou o que parece ter sido o primeiríssimo trabalho publicado do Moore. Tradicionalmente, sabe-se que o primeiro trabalho do Alan Moore teria sido para o Fanzine Embryo #5 (1971), no caso uma história chamada Once There Were Daemons. Mas recentemente foi descoberto que ele escrevera, para um fanzine chamado Utopia/Valhalla #1 um artigo sobre H.P. Lovecraft, e 4 meses depois produziu uma história de duas páginas do Sombra para o Fanzine Seminar #1, ambos em 1969. 2 cópias de Seminar foram vendidas no Ebay, mas não há cópias conhecidas de Utopia/Valhalla que tenham sobrevivido.

utopia

De qualquer maneira, taí uma curiosidade bacana para os entusiastas da história dos quadrinhos e um vislumbre no passado do autor que deixaria marcas (para bem e para o mal) na indústria dos comics anos depois.

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 38 anos (teria se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, Bugman resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Triplo dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

[A gente lemos COM SPOILEREZES] Júlia, aventuras de uma criminóloga, 1 a 3 (reedição em formato italiano)

2019 foi um ano e tanto para a relação Brasil-Itália, e não tô falando dos …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.