Home / A Gente Vimos / A Gente Jogamos: Game of Thrones da Telltale, Episódio 1

A Gente Jogamos: Game of Thrones da Telltale, Episódio 1

Senta que lá vem os Pagedowns!

Não é segredo para ninguém que, no geral, eu me amarro nos recentes adventures da Telltale. Seja na minha grande apreciação pelos jogos de The Walking Dead, seja pelo meu 7,5 no jogo de Fábulas, sempre fico esperançoso por qualquer coisa que a Telltale games faça. E qual foi a minha surpresa quando ano passado saiu o anúncio de que a Telltale games estava trabalhando em um jogo de Game of Thrones.

Happiness-overload-o
OK, não fiquei tão surpreso assim.

Imediatamente comecei a imaginar como poderia ser esse jogo, afinal, as Crônicas de Gelo e Fogo possuem uma caralhada de backstory que é completamente ignorada pelo público que só vê a série de TV. Será que iriam mostrar a rebelião de Robert e como os Targaryens foram destronados? Acho que não, pois seria difícil sem spoilers massivos. Ou algo mais moderno como a rebelião dos Greyjoys, onde poderíamos ver o Ned Stark ainda vivo sendo fodão, ou as guerras dos Ninepenny Kings (que não faço idéia de como se chamam em português)?

Qual foi a minha tristeza ao saber que, ao invés de adaptar o rico mundo dos livros, o jogo se passaria no simplificado mundo da série. Ainda maior a decepção foi com o fato do jogo se passar em paralelo com a série, mostrando sob alguns pontos de vista acontecimentos que já conhecemos, ou seja, nada de novo em termos de história. Bem, acho que a culpa foi minha de me empolgar muito cedo, mas nessas horas temos que aceitar as coisas como elas são.

gameoftrhones1-e1416514028295

O jogo funciona como todos os outros jogos recentes da TellTale: um adventure point and click, com as cenas de ação sendo feitas através de quick time events (os famosos “Aperte X durante uma cena ou morra”). Contudo, o foco, como nos outros jogos, é novamente na história e na reação dos personagens às suas escolhas. Isso faz muito sentido em um jogo no mundo de Game of Thrones, onde boa parte da política, manipulações e subterfúgios acontecem através de conversas com palavras escolhidas cuidadosamente para evitar que coisas ruins aconteçam com a sua casa.

Game_of_Thrones_Cersei

Graficamente, o jogo é bem feio. Ele usa a mesma engine da Telltale em The Walking Dead e The Wolf Among Us, que funciona bem para gráficos cartunescos, mas nem tanto para gráficos mais realistas. Os modelos baseados em personagens do seriado estão muito parecidos, sendo inclusive dublados pelos próprios atores originais: neste primeiro episódio vemos o Tyrion, Cersei, Margery e Ramsay Snow Bolton, no segundo já temos a confirmação do Jon “Sabe de nada, inocente” Snow. Contudo, as animações dos movimentos dos mesmos é bem ruim, e no geral os gráficos são bem escrotos, especialmente dado que joguei em um PS4.

Um outro grande problema do jogo é que, apesar da Telltale já ter incluído isto em seus jogos, e do jogo ser baseado em uma série conhecida pela sua abundância, não rola um único peitinho durante o jogo.

Oportunidade perdida.
Oportunidade perdida.

Agora vamos ao que interessa: A história. No jogo, você segue a história da família Forrester, vassalos dos Stark, durante a guerra dos 5 reis. Diferente dos jogos anteriores da Telltale, excetuando The Walking Dead 400 days, neste jogo você controla e segue o ponto de vista de diversos personagens diferentes, de forma mais similar aos livros. O primeiro é Gared, um escudeiro do Lorde Forrester, que está no acampamento das tropas Stark durante um certo casamento. Controla também o filho do Lorde Forrester, Ethan, que fica sendo o Lorde na ausência do pai, cuidando das reservas de Ironwood da família, sendo Ironwood a madeira mais resistente de Westeros e excelente para escudos e outras armas. Controla ainda Mira, filha mais velha dos Forrester e dama de companhia da Maergery Tyrell, que vai tentar conseguir apoio para a sua família na corte do rei Joffrey (ou seja, isso é antes dele engasgar com a torta, e ISSO NÃO É SPOILER, PORRAAAAA). Nos próximos episódios, teremos o controle ainda de mais 2 personagens durante o jogo.

2738939-got_ethan_watermarked

Devido a esse enfoque em uma casa menor que está fudida depois da queda do seu senhor, temos uma atmosfera muito tensa durante o jogo todo, e você tem que tomar muito cuidado com o que irá falar com pessoas em posição de superioridade sobre você, como tentar passar para a Cersei a impressão de que você é leal ao rei mesmo a sua família tendo estado do lado dos Starks, ou tentar convencer o bastardo psicopata do Ramsay Snow a não matar todo mundo no seu castelo sem, no entanto, parecer fraco demais para ele te matar apenas porque sim.

ramsay-telltale-game-of-thrones

Uma coisa que me incomodou um pouco neste primeiro episódio é a impressão de que minhas decisões tiveram pouca influência no desenvolvimento da história. Não é como em The Walking Dead ou em The Wolf Among Us em que decisões do primeiro episódio alteram completamente alguns rumos da história subsequente. Aqui, a impressão que fica é a de fatalidade:  Comparando experiências com outras pessoas que jogaram, tive a impressão de que nada importante muda, não importa o que você decida. É como um livro-jogo que diz “Se quer ir para a direita, vá para 10, se quer ir para a esquerda, vá para 10, se quer ficar parado, vá para 10”.  Espero que os próximos episódios me provem errado neste aspecto. Ainda assim, a história contada é muito boa, e possui alguns plot twist inesperados que casam bem com o que se espera da série (sim, alguém morre), mesmo a com a experiência sendo um pouco curta neste primeiro episódio.

A grande pergunta é: Devo jogar? Se você gosta dos jogos da Telltale, sim. Se você odeia mas é fã da série GoT, talvez. As aparições de personagens como Tyrion e Cersei e a possibilidade de escolher como reagir nas conversas com eles é muito foda, mas em termos de Lore e história geral do mundo de GoT, pelo menos até agora nada de realmente útil aconteceu ou foi mencionado. Resumindo, se você não jogar, não estará perdendo nada de importante da história (até agora).

O primeiro episódio levou cerca de uma hora (acho) para terminar, e o jogo terá um total de seis, sendo quase meia temporada de GoT. Ele está disponível para Windows, Mac, PS4, PS3, Xbox 360, Xbox One, iOS e Android, logo não rola a desculpinha de não ter videogame para jogar.

Nota: 7,5

PS: Desde dia 10 de dezembro, o veióte do George RR Martin (vulgo o autor de Game of Thrones), tem tuitado uma série diária de imagens natalinas com as casas de Game of Thrones e a hashtag #12daysofwesteros, indicando que serão 12 imagens, uma por dia, e isto levou muita gente a ficar encucado. Especialmente porque as 12 imagens terminarão dia 21 de dezembro, que é o dia que o fucking inverno começa no hemisfério norte! Pam-pam-PAAAAAM!!!.

Será que dia 21 de dezembro teremos finalmente o anúncio da data de lançamento do próximo livro das Crônicas de Gelo e Fogo, The Winds of Winter (os Windows do Inferno)? Logo saberemos (e provavelmente ficaremos decepcionados).

Sobre Maximus

Um carinha do barulho que vai arrumar altas confusões nesse site que é um estouro.

Além disso, verifique

Podcast MdM #658: Games com gráficos FODA

WOW! NICE GRAPHICS! No MdM de hoje os participantes falam quais foram os games que …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.