Home / A Gente Vimos / A Gente Vimos: Mortal Kombat (2021)

A Gente Vimos: Mortal Kombat (2021)

Sim, eu vi o filme do Mortal Kombat.

E sinceramente, nem sei como começar essa crítica.

Mas vamos lá!

Há poucos meses (poucos, mesmo), surgiu uma notícia sobre o calendário de filmes da HBO MAX. Na imagem mostrando a data de todos os filmes, aparecia uma com o logo do Mortal Kombat, falando do lançamento… Nesse ano!

Sim, não tinha nda, nenhuma notícia, nenhuma imagem, nenhum teaser ou trailer… Nada! E o filme estava há poucos meses do lançamento. Corri pros vários grupos de Whatsapp do MdM pra ver se alguém sabia do filme. Ninguém sabia.

Depois de alguns dias em silêncio, a Warner liberava algumas poucas imagens, depois alguns pôsteres e, por fim, um trailer. E só. Com toda essa escassez de material promocional o filme tava com toda a cara de “bomba que o estúdio nem quer se esforçar muito pra divulgar, já prevendo a bosta que vai ser”.

Mas a pergunta é: o filme é uma bomba?

Bom, vamos falar um pouco mais sobre a história do filme. Os dois últimos games de MK (o 10 e o 11) investiram em uma história séria, bem trabalhada, bem amarrada e que tenta dar uma justificativa e ir além do que o lore do jogo sempre proporcionou.

Arrisco dizer que, dos games de luta, esses dois últimos MKs têm as melhores histórias single players dos videogames.

O filme desse ano de Mortal Kombat seguiu a mesma fórmula que os últimos games?

Não.

O filme do Mortal Kombat de 2021 é muito mais próximo do PRIMEIRO jogo da franquia do que dos últimos.

Dito isso, vamos logo para as notas. Sim, isso mesmo que você leu. AS notaS. A maneira como você for encarar esse filme vai afetar se você vai ou não curtí-lo.

Se você me diz “ah, eu quero avaliar esse filme como obra cinematográfica”, então tenho uma má notícia pra você: Mortal Kombat é um lixo de filme! Tem personagens demais, a história não faz nenhum sentido, é entupido de buracos de roteiro, só tem ator merda e o produto é tão ruim quanto o filme do Street Fighter do Van Damme. Cara, nem os efeitos especiais vão salvar, porque são todos uma bosta. Nota 4

Se você me diz “ah, eu sou fã de MK10 e MK11, adorei a história do modo Single Player desse game e Mortal Kombat é sim uma das minhas franquias de games preferidas – sou muito fã”, então eu também tenho uma má notícia pra você: como disse anteriormente, Mortal Kombat 2012 é muito mais próximo do primeiro jogo. Ou seja: exagerado, desnecessário, gratuíto, imbecil e feito unicamente pra impressionar idiotas como eu. O filme é tão imbecil e absurdo que frequentemente os personagens fazem referência a isso, hahahahaha! Por exemplo, o Kano está o tempo todo fazendo piadas com todas as situações do filme, como nada faz sentido, como a história é uma merda e é tudo cheio de buraco de roteiro, AHAHAHAHAHHAH! Então a nota pra sua expectativa, nesse caso, é Nota ZERO

Agora, se você é como eu e me falar “ah, eu quero ver uma parada MUITO tosca, mas tão tosca que dá a volta e fica maneiro”, meu irmãozinho, esse filme é pra você! O filme tá no mesmo nível do Street Fighter do van Damme e do primeiro filme do Mortal Kombat (sim, aquele dos anos 90). Tudo tão absurdo e tão ruim, que não tem como não dar deliciosas risadas e apreciar uma obra fiel ao totalmente exagerado primeiro game. É uma farofada sem limites, do nível do Scorpion, que até o final do filme só falava japonês, mandar um GET OVER HERE só pra falar sua frase de efeito. Nesse caso, o único defeito do filme é que ele poderia ser ainda mais farofa e violento! Nota 8,5

Escolha aí a sua nota e aprecie o filme da sua maneira. Estou aqui torcendo pra continuação!

Sobre Change

"Sabe outra coisa impossível? Um gorila montado no capitão América. Não sei pq achei essa imagem na internet, mas é sensacional"

Além disso, verifique

A gente jogamos: Baldur’s Gate 3 – Early Access

Eu me lembro como a série Baldur’s Gate foi revolucionária pro mundo dos amantes de …