Home / Cinema / Zack Snyder brincando na areia do parquinho!

Zack Snyder brincando na areia do parquinho!

Olha só, nerds malditos… A Revista Empire conversou com Zack Snyder, e ele falou bastante sobre o novo filme que ele trabalha, Batman vs Superman a origem da Justiça, e sobre todo o resto do universo DC nos cinemas, confiram aí o que ele disse sobre alguns assuntos relacionados:

batvsuper2

Sobre o fato do filme não ser nem do Batman e nem do Superman e a rivalidade com a Marvel:

Ah sim, se fosse um filme exclusivo do Batman acho que eu estaria numa posição muito mais difícil, principalmente pelo nível elevado do trabalho de Chris Nolan nos filmes anteriores.

Chris praticamente foi o cara que definiu o tom do universo cinematográfico da DC, e isso mesmo que não fosse o objetivo, acabou por nos separar e diferenciar bastante dos filmes da Marvel. O nosso trabalho atualmente é o legado do que Chris nos deixou.

Desde o início temos uma perceptível diferença de tom, o Universo DC é mais antigo, sei que as pessoas praticamente clamam pela rivalidade, mas não vemos assim, eles são grandes também, eu adorei Guardiões da Galáxia, mas nossos filmes são um pouco mais sérios e lidam com questões um pouco mais obscuras… essa é a diferença entre os dois mundos

suicidsquad1

Sobre o nível de compartilhamento entre os filmes e as liberdades de cada cineasta:

Estamos na verdade destrinchando um caminho, temos uma história gigantesca pra contar, mas primeiramente tínhamos que lançar o conceito da Liga da Justiça, então temos agora a nossa Mulher-Maravilha, o nosso Aquaman e os outros filmes terão que de certa forma acatar isso por enquanto. É claro que cada um deles terá seu próprio desenvolvimento criativo depois, mas nesse momento eles estão a serviço da Liga da Justiça .

Eu quero que os outros diretores tenham espaço pra “esticarem as pernas” nos filmes vindouros, mas temos que ter em mente que esse é um universo compartilhado e por isso mesmo dei a todos eles grande acesso ao nosso trabalho, a o que estávamos fazendo e aonde a nossa história ia.

Temos uma linha de tempo pra cada filme, sabemos pra onde cada um deles vai e precisamos acertar como um vai acabar se encaixando no outro.

Encaramos isso como uma grande caixa de areia no parquinho, onde todos brincam juntos, cada um no seu espaço delimitado… mas se David Ayer resolve empurrar o seu Esquadrão Suicida pra um pouco dentro do nosso limite (de espaço dentro da caixa de areia), nós podemos também empurrar o nosso limite pro lado dele.

batema-carona-coringa-2

O que eu acho? Bão, já falamos sobre essa postura de “fazemos filmes sérios” da DC e como isso pode acabar soando meio babaca… mas querendo ou não isso acaba sendo mesmo um ponto de diferenciação com o clima mais descompromissado dos filmes da Marvel (tirando o Soldado Invernal).

Agora com relação a esse lance de estarem brincando numa “Caixa de areia”, tipo, eles não tem um cara pra definir o que pode e o que não pode, cada cineasta terá suas próprias liberdades, mas eles saberão o que tá rolando um com o filme do outro para que possam “negociar” uma ultrapassadinha de limite aqui e outra acolá… Véio, isso pode dar muita merda!!!

Sobre Hell

O Hell, este que vos fala.

Além disso, verifique

Como adaptar Superman para o cinema

Li sobre um filme do Superman que o Matthew Vaughn queria fazer e fiquei pensando …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.