Home / Outros / Sex and the City com as noivas do Drácula?

Sex and the City com as noivas do Drácula?

brides

E parece que, depois dos super-heróis, é o filão dos monstros de terror que começa a dar sinais de retorno às telinhas. Depois do sucesso que tem sido até hoje Supernatural, e de iniciativas mais interessantes e maduras como Penny Dreadful e Hannibal (só para citar dois exemplos), o CW – que tem feito “carreira” com séries mais voltadas para o público jovem – quer trazer o Drácula para o canal – ou melhor, as suas “noivas”.

“Brides” é o nome da série que será fruto de uma parceria entre Greg Belanti (produtor de Arrow, Flash e Supergirl, entre outras séries) e Roberto Aguirre-Sacasa, e que vai explorar não o monstro principal do livro de Bram Stoker, mas suas “noivas”. Para quem não sabe/não lembra, no livro original, as “noivas do drácula”, como são conhecidas na cultura popular, eram lindas e poderosas “irmãs” vampiras que viviam com o Conde Drácula em seu castelo na Transilvânia, onde usavam seu charme para seduzir e encantar os homens antes de se alimentarem deles. Coisa que elas tentam com Van Helsing, mas como ele é o protagonista da história, elas obviamente acabam falhando.

Nessa nova série, será explorada a ideia de que as “irmãs” não morreram de fato na história original, e vivem até hoje, onde se estabeleceram em Nova York e o que precisam fazer para manter seu estilo de vida nada tradicional em pleno século XXI.

Dracula-Brides

Apesar de parecer uma novela bem ao estilo Sex and The City, se bem executado, pode dar certo. Se a série puxar alegorias ao estilo de vida e a natureza vampírica com questões sociais, talvez até a coisa seja interessante. Questões de gênero, orientação e identidade sexual já não são mais tão tabus assim nas séries para jovens da TV americana, tendo já sido exploradas em séries de sucesso como Glee e até Arrow e Flash. Claro que nos casos que citei sempre foram temas explorados de forma direta. Não sei se trabalhar com mais sutileza, traçando paralelos ao invés jogar as discussões de forma óbvia é algo que tem apelo para esse tipo de público.

Fora que Aguirre-Sacasa não é um noob qualquer no gênero. Para os quadrinhos, já trabalhou para a Marvel fazendo, entre outras coisas, o Homem-Coisa, além de ter adaptado a Dança da Morte (de Stephen King) para Hq e de ter criado uma série chamada “Afterlife with Archie”, que colocou os personagens da Archie num apocalipse Zumbi (e o levou ao cargo de Chefe Criativo da editora). No cinema, ele foi responsável pelo roteiro da nova versão de Carrie, a Estranha.

Mas, se este tipo de novidade “não te diverte”, dá sempre para retornar aos clássicos:

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 36 anos (teria se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, José resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Maria dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

“Era uma questão de tempo, verdade seja dita”

Para a surpresa de ninguém, o Deadline anunciou ontem que Justiceiro e Jessica Jones, as …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.