Home / Quadrinhos / Quadrinhópole # 5 – Um ano

Quadrinhópole # 5 – Um ano


A quinta edição da revista produzida em Curitiba chega para marcar um ano da publicação. Viva a Quadrinhópole!


O Lobo da Estrada
Por Fulvio Pacheco (arte e roteiro) & Leonardo Mello (diálogos)

Esta história homenageia Curitiba com um enredo que atravessa diversos mitos locais. A intenção é boa, mas carrega alguns problemas. Para falar de diversos mitos, a história promove várias reviravoltas na trama que acabam formando um amontoado de referências, mas sem um enredo claro.
O personagem principal, Lobo da Estrada, é uma proposta interessante. Um misto de ser sobrenatural com road movie vale inúmeras possibilidades. Mas Lobo não consegue ser melhor aproveitado e acaba virando um coadjuvante dos vários coadjuvantes da história. De positivo, a apresentação de vários personagens fora do mainstream cultural nacional.
Pacheco também assina a arte-final com Daniel S. Gomes e talvez tenha faltado aos dois o mesmo esmero da ótima capa. Ainda que as diversas mudanças estéticas soem bastante atraentes, a arte final peca em vários momentos.

Off
Por Daniel Esteves (roteiro) & Bira Dantas (arte)

Daniel Esteves tem se destacado com alguns bons trabalhos na Quadrinhópole (ele recebeu o HQ Mix 2007 como roteirista-revelação). Off é um bom exemplo de sua regularidade em um divertido roteiro que comenta os clichês do gênero western.
Contudo, o impressionante da história é Bira Dantas e sua arte. Todos os quadros são irretocáveis e com um domínio de luz e sombras perfeito. Depois de Jean Okada é mais um grande desenhista que a revista tem em suas páginas. Já paga os R$ 6.

Oto & Ana
Por Leonardo Mello e Abs Moraes (roteiro) & Anderson Xavier (arte)

Curta história sobre relacionamentos. O roteiro da dupla Mello & Morales cria uma interessante proposta de lidar com conflitos de opostos em diálogos paralelos. A idéia é boa, pena que não baste.
A arte de Xavier é competente, mas novamente falta mais esmero. Em alguns momentos parece que a revista saiu direto do lápis para a impressão. Em um mundo com tantos recursos digitais é preciso uma arte mais sofisticada para valer tantas páginas dessa forma.

Undeadman – Maldição Perpétua 4 de 4
Por Leonardo Mello (roteiro) & André Caliman (arte)

E chega ao fim a origem do personagem imortal e carro-chefe da revista (é o único que foi publicado todas as edições). Como desde o início o principal elemento do personagem – a imortalidade – já era conhecido, a origem acaba sendo quase previsível nas últimas duas histórias.
Apesar disso, Mello consegue prender a atenção do leitor e criar um bom gancho para as seqüências. Caliman permanece em forma com sua arte crua e que mantém o bom nível da revista.
Nota: 7
Bugman continuará acompanhando a Quadrinhópole

Sobre Change

"Sabe outra coisa impossível? Um gorila montado no capitão América. Não sei pq achei essa imagem na internet, mas é sensacional"

Além disso, verifique

Como adaptar Superman para o cinema

Li sobre um filme do Superman que o Matthew Vaughn queria fazer e fiquei pensando …

Um comentário

  1. ¬¬,
    1º!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: