Home / Cinema / O Despertar da Força, o ferreiro e os Nerds chiliquentos

O Despertar da Força, o ferreiro e os Nerds chiliquentos

[aviso, o texto à seguir contém 07 pagedowns. Estejam avisados]

Ei, não tá sabendo, sexta passada saiu o trailer do novo Star Wars! Legal hein? Não viu? Vai lá, assiste, depois volta aqui.

Vai lá, eu espero.

Já viu? Legal né? Também quase pulou de emoção quando a Millenium Falcon apareceu com a trilha CLÁSSICA do John Williams? Eu também. Acho que qualquer um se animaria (a não ser que estivesse morto por dentro hauahauhaua).

Sério mesmo? Nem uma pontinha de alegria?

Mas, no que mais você prestou atenção? Talvez você tenha reparado no Stormtrooper negão

MAS NÃO ERA TODO MUNDO CLONE NESSA PORR-error

… ou nas cenas das X-Wings voando DENTRO da atmosfera dos planetas, como nunca antes visto na franquia…

Podracers? Quem ainda lembra disso?

… ou talvez você tenha prestado mais atenção em outra coisa. Mais especificamente num personagem misterioso, numa cena clichê dentro-da-floresta-sombria, que parece estar fugindo, ou indo de encontro ao inimigo. Até que ele se detém, saca seu sabre de luz. Ele tem é vermelho! E já sabemos: se é azul ou verde é do bem, se é vermelho é do mal (e se é roxo é o Samuel L. Jackson). Então esse cara É ESPIÃO, TÁ NA CARA QUE ESSE CARA É ESPIÃO SITH!

Um Sith! Que foda! Então vai rolar porrada!

Ou pelo menos virar um jogo maneiro

Deu pra reparar em tudo isso. Menos, talvez, no fato que o sabre do senhor fodão ai em cima tem guarda. Sabe, guarda, aquele troço de ferro entre o cabo e a lâmina da espada. Não só uma guarda, uma “guarda em cruz”, própria de espadas medievais – como a claymore, a rapieira e outras armas do tipo. Nada demais, certo?

Bem, segundo alguns fãs, é demais sim! Andando pela internets na sexta-feira mesmo eu me deparei com um artigo no The Verge dum cara reclamando da guarda da espada, dizendo que era absurda e mal-desenhada, fruto da pouca imaginação e perícia da equipe do diretor – J. J. Abrams – porque um sabe de luz com guarda não faria sentido. Na verdade, ele ofereceria mais risco ao seu usuário que defesa.

Ainda mais numa franquia onde ocorrem MUITOS desmembramentos…

Veja, a guarda duma espada serve para caso quando o usuário aparar o golpe da espada do inimigo, a lâmina adversária não corra pela extensão da sua e deslize em direção à sua mão e DECEPE SEUS DEDOS. Faz sentido. Mas não quando a lâmina é laser e corta QUALQUER COISA, inclusive o suporte do feixe de laser da guarda.

Parece estúpido? E é. Mas, note bem, não sou eu que achei um artigo solto em qualquer lugar sobre, saiu uma matéria no The Washington Post sobre! Até chamaram um “ferreiro especialista em lâminas de espadas” (SÉRIO, INTERNET??) – Kevin Cashen – para opinar sobre o assunto.

‘Seria algo bem ruim de ser ter nas mãos’ diz Cashen. Mesmo com guardas mais tradicionais, guardas mais largas muitas vezes mais atrapalham os usuários do que oferecem alguma ajuda contra o oponente, diz ele.

E uma guarda-em-cruz transformada em arma de plasma – como lâminas, poderia ser um desastre para o usuário, especialmente se for utilizado um estilo de combate mais acrobático como o que ocorre nos prequels. ‘Aquela guarda poderia te fazer em pedaços se você começasse a fazer movimentos muio complexos’ diz o especialista”.

Então deixa eu ver se entendi: é preciso um artigo, no site de um dos principais jornais da capital dos EUA, feito por uma jornalista especialista em “cybersegurança” (como diz a biografia na assinatura), consultando um FERREIRO ESPECIALISTA EM LÂMINAS DE ESPADAS (sério, isso é uma profissão? Tá de sacanagem né) para falar sobre a funcionalidade – ou não – duma GUARDA LASER DUMA ESPADA QUE NÃO EXISTE!

Han-Solo-960x623

Sabres de Luz não existem, nem Jedis. O Superman não piscou pra você e o Hulk não respondia sua cartinha. Tá certo que parte do “ser nerd” é se preocupar com esse tipo de coisa que não faz sentido, nem ganha atenção do grande público, mas ocupar espaço num site de grande movimento pra falar bobagem dum trailer é muito falta do que fazer. É um desserviço.

É mais um sintoma daquela coisa que faz muito tempo já se denunciava no blog (e nos comentários): o “NerdPop“, o “ser nerd por ser nerd” ou – como vocês gostam de chamar – “ser BAZZINGUEIRO“.

Por um lado mostra o poder que a mística de Star Wars ainda exerce sobre o “mundo civil”, mas por outro revela como a grande mídia já está DESESPERADA por lucrar com qualquer coisa que risque – nem que seja a superfície – desse mercado. Claro, poderia se argumentar que a autora da matéria seja fã genuína – MAS SEUS EDITORES DIFICILMENTE O SÃO.

Via Bouletcorp

Enfim, é mais um desabafo. E se você, amigo leitor, concorda com o achaque da matéria e se preocupa em como a guarda duma espada laser que não existe funciona ou deixa de funcionar, relaxe, você apenas está sendo um nerdão virjão, não há nada errado nisso.

Porque pelo menos você está sendo honesto e fazendo isso de graça.

Sobre Tango Commando

Carlos Gardel com colônia de Napalm

Além disso, verifique

Podcast MdM #557: Mangá, Viagens, Estatísticas, Bátima do Pattinson e montagem de móveis

Hoje tem Podcast MdM pra todos os gostos! O MdMangá de casa cheia fala dos …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.