Home / Marvel / “Nossa historiografia não está quebrada!” – Axel Alonso desmente um possível reboot!

“Nossa historiografia não está quebrada!” – Axel Alonso desmente um possível reboot!

Em entrevista ao site The Verge o pica-grossa da Marvel nas HQs, Axel Alonso, comentou sobre o próximo evento da editora – Secret Wars – desmentindo rumores sobre um possível reboot.

The Verge – Existem vários boatos sobre como isso poderia ou não ser um reboot. Há um entendimento de que haveria efetivamente uma mudança no tecido do multiverso, mas não necessariamente nos personagens. Isso está certo?

Axel Alonso – Sim, eu diria que é por ai. Caberá aos leitores decidir o que eles estarão vendo. O que eu posso dizer é que nós não acreditamos que a historiografia do nosso universo está quebrada. Não achamos que precise ser consertada. E eu acho que a história vai mostrar isso.

Nós temos aqui uma oportunidade enorme de transformar o universo Marvel duma maneira que renderá histórias incríveis pelos próximos dez ou vinte anos dignas de publicação. É uma ocasião em que estaremos trazendo novos personagens, regiões, conceitos e, em certos casos, substituições de peças que já estavam no tabuleiro, gerando muito debate na internet e além. É assim que definimos.

E eu quero deixar bem claro, nada nessa minissérie ou durante o evento será sem consequência. Nada será um “What If?” ou uma história de realidade paralela. Existe apenas uma realidade e ela é o Battleworld. Ela será a única. E além disso tudo o que faz parte dele, cada revista, precisa trazer algo novo que irá durar e mostrar que o MCU está seguindo adiante. Pode ser com um novo personagem ou um novo grupo, heróis ou vilões. Pode ser um novo cenário um novo artefato ou poder ou qualquer coisa desse tipo. Enfim, pode ser praticamente qualquer coisa. Mas cada série nova que estamos fazendo tem a finalidade de avançar com a nossa continuidade.

Ou, resumindo bem, “Não vamos fazer uma bagunça igual a DC” ahuhauahu

ConvergencePromo
Oi?

Fanboyzice a parte, fico satisfeito como fã em ver que a Marvel aprendeu a lição: reboots e maxissagas não são novidades nas HQs desde Crise nas Infinitas Terras/Guerras Secretas, já são coisas inerentes ao gênero e é inútil ficar levantando dedos sobre “quem copiou quem”.

Assim, fico feliz quando leio que a editora está tentando inovar – ousando em apostar em idéias novas, sejam elas boas ou não. Certamente um fruto da recente aquisição pela Disney, que permite uma liberdade criativa maior pelo corpo editorial – “E se fizéssemos uma história com uma ilha de criaturas-aranha lutando contra uma rainha malvada? Se não vender não tem problema, a gente cancela!”

“Ou uma revista só de MOD…” UMA REVISTA SÓ DE MODOKSZES??? CALE A BOCA E LEVE MEU DINHEIRO!

Diferente no entanto do que ocorre na DC que segue no tradicional sendo extremamente auto-referente, quase antropofágica. Embora isso leve em conta um certo respeito junto aos fãs, na minha opinião deixa as histórias um pouco estagnadas e menos atraentes para novos leitores (claro que eu posso estar falando merda – eu nem li o Cavaleiro das Trevas inteiro).

MAAAAASSA VÉIO (vaivenderigualáguaessaporra)

No fim esse discurso (que a gente SABE que pode miar bonito e tudo virar um novo Heróis Renascem) acaba colando comigo e me deixando ansioso por ler cada título dessa papagaiada. Vai vender bastante? Vai. Vai ser um sucesso/dar certo/levar a “continuidade adiante”? Não sei, só sei que, ultimamente, estamos todos ganhando nesse mundo cada vez mais nerd.

Pronto, caguei minha regra, agora vocês podem começar a guerrinha DC X Marvel nos comentários!

Sobre Tango Commando

Carlos Gardel com colônia de Napalm

Além disso, verifique

Nova hq no Catarse transforma pesadelos em criaturas reais

Em “A Noite Espera”, pesadelos são tornados reais literalmente (ou seria “literaturalmente”?) na forma de …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.