Home / Cinema / Mais um diretor corre do filme do Flash (corre, entendeu?)

Mais um diretor corre do filme do Flash (corre, entendeu?)

the-flash-ezra-miller

Desde que deu início a sua programação de produções baseada nos quadrinhos da DC e dentro de um universo compartilhado, a Warner tem tido uma turbulenta jornada para colocar estes personagens na tela, pra dizer o mínimo. Apesar das produções recentes alcançarem grande apelo ao público (o que é possível notar pela alta bilheteria que tanto BvS quanto Esquadrão Suicida fizeram), a crítica está longe de concordar, tendo massacrado os dois filmes desde que saíram.

Para além dos filmes da Mulher Maravilha e Liga da Justiça (a serem lançados ano que vem), a Warner tem agendado Flash, Aquaman e Ciborg, com Tropa dos Lanternas Verdes,  Shazam e Liga da Justiça Dark meio que correndo por fora. Aquaman já tem um diretor em James Wan, Liga Da Justiça Dark tem (por enquanto) Doug Liman e Flash tinha, até o começo desse ano, Seth Grahame-Smith, que também fez o roteiro. Em Abril, Grahame-Smith pulou fora, e há um tempo atrás, Rick Famuyiwa havia sido escalado no lugar dele.

Agora foi a vez de Famuyiwa pular fora do projeto, segundo o Hollywood Reporter. Alegando a já clássica “diferença criativa”, o cineasta saiu de cena, agradecendo a oportunidade. MAs e daí? Só mais um diretor que sai, certo?

Sim, mas é estranho. Quando Seth Grahame-Smith saiu, só havia um roteiro (o dele), que continuou a ser o texto base quando Famuyiwa pegou o projeto. Mas Famuyiwa estava bem à frente do projeto, sendo parte integral da escalação do elenco que conhecemos até agora (Kiersey Clemons e Billy Crudup), com a produção agendada para iniciar em março do ano que vem. Além disso, o cara tava todo feliz, twittando e postando no instagram o processo de pesquisa do personagem, e tal. Essa saída do diretor é realmente uma surpresa.

Segundo a reportagem do Hollywood Reporter (que costuma ser confiável nas informações que levanta), Rick Famuyiwa picou a mula porque ele entrou com a promessa de fazer um filme mais alternativo (ou “edgier”, como eles dizem por lá), mas a Warner tava resistindo à ideia.

Bão, esse tipo de coisa não é muito diferente do que acontece em qualquer estúdio. Todo mundo sabe como a Marvel lida com seus diretores. A diferença, neste caso, é que a Marvel não levanta a bandeira de ser “orientada para [visões de] cineastas”, como a DC tentou levantar. Seria menos feio se eles simplesmente assumissem que querem fazer o que qualquer outro estúdio faz.

Em tempo: Querem apostar quanto que Flash, Aquaman e Cyborg no fim das contas não vão sair?

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 35 anos (teria se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, José resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Maria dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

[280 ou foda-se] Lúcifer, Finório, Flintstones, Acelera SP, Escalpo (não aquele), Criminosos do Sexo…

Descobri que no mundo da interweb full time, as pessoas não curtem mais ler como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários