Home / Outros / He-Man de volta ao Brasil!

He-Man de volta ao Brasil!


Eitcha!!! Essa é para aqueles que eram meros pimpolhos nos anos 80, mas hoje já são um bando de velhos barrigudos e carecas…

Sim, molecada idosa, He-Man e os Defensores do Universo, um dos maiores clássicos dos anos 80 está de volta à televisão brasileira!
A estréia (estréia?) aconteceu no sábado passado, dia 2 de setembro, no canal a cabo Boomerang, às 3 horas da matina (e você que achava ruim os horários do anime no Cartoon Network), e desde então, está sendo transmitido diariamente!
Bem, nesse parágrafo eu tinha que fazer uma sinopse do desenho, mas acho que não precisa. É He-Man, pombas!!! Mas por via das dúvidas, vamos lá: o Príncipe Adam se tornou protetor do Castelo de Greyskull, e com sua espada mágica se torna He-Man, o homem mais poderoso do universo (pelo menos é o que ele falava na abertura), para enfrentar o terrível Esqueleto (que tinha voz muito engraçada).
He-Man veio para o Brasil nos anos 80 (óbvio) e durou até inicio dos anos 90, sendo transmitido em programas como Balão Mágico e Xou da Xuxa. Não preciso nem lembrar aos marmanjos a febre que era o desenho, né? Tanto que a maioria dos MdMs já se fantasiaram de He-Man no Carnaval, tinham os bonequinhos e cantavam a música do He-Man feita pelo Trem da Alegria (até o Spider que já tinha uns 30 anos naquela época).
Fala sério, quem não tinha esse boneco tosco?

E se você acha que o momento nostalgia trash acabou, está enganado, pois em outubro a irmã-gêmea de He-Man, She-Ra, estreará (estreará?) no Boomerang à partir do dia 2, às 3h30 da manhã (e dormir que bom nada).
Para terminar o post, nada mais justo que o vídeo-clipe He-Man do Trem da Alegria, mas tem que cantar junto, hein? Dane-se se você estiver no trabalho! Chama o teu chefe para cantar também (cara… essa infância que era boa, mas não saiu nada de bom daí)!

EU TENHO A FORÇA (clichê, eu sei, mas necessário)!

Sobre Bugman

Grant Morrison nos salvará.

Além disso, verifique

Liga da Justiça: o que deu errado?

Antes de mais nada, o que este texto NÃO É: Uma resenha de Liga da …

[fbcomments url="" width="675" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]