Home / Marvel / Hail Hydra, e a verdadeira GUERRA CIVIL na Marvel!

Hail Hydra, e a verdadeira GUERRA CIVIL na Marvel!

Pois é, nerdaiada maldita… Depois que a Marvel liberou a primeira edição da nova revista do Capitão América escrita por Nick Spencer que trazia Steve Rogers de volta ao manto do Bandeiroso as coisas meio que viraram um quiprocó lá nos States com a revelação de que o capitas SUPOSTAMENTE tem sido um agente da Hidra desde antes mesmo de ter recebido a fórmula do Supersoldado e virado o emblemático herói listra-estrelado…

Obóviamente que como estamos em tempos mais radicais, tivemos uma renca de nerds sebosos lá na gringa perdendo a mão nas reclamações, e partindo pras ofensas contra Nick Spencer nas redes sociais e até mesmo ameaças de morte ao roteirista nuna verdadeira guerra civil contra a editora…

caphydra

Isso acabou provocando uma resposta por parte da galera envolvida no ofício super-heróico, vejam só o que muitos deles falaram a respeito da treta toda:

Stan Lee (criador da porra toda):

Eu acho uma ideia inteligente, eu nunca pensei em algo assim, mas acredito que é o tipo de coisa que deixa os leitores intrigados, que os fará querer ler a revista pra saber o que aconteceu… provavelmente vão fazer um filme sobre isso e ganhar um monte de dinheiro, enfim… é uma ideia maluca, mas definitivamente muito boa!

James Gunn (Dretor de Guardiões da Galáxia):

Quando alguém de 40 anos diz que a empresa de quadrinhos que lê ARRUINOU toda a sua infância por causa de um plot twist de uma edição de uma revista, acho que essa pessoa teve uma vida bem merda…

E essas pessoas que dizem que o “hail hydra” foi um tapa na cara de Jack Kirby e Joe Simon estão na verdade eles mesmos estapeando a memória dos dois, afinal o trabalho e a vida de ambos é infinitamente maior do que uma simples revista.

Tom Brevoort (editor da Marvel):

Sabíamos que iria haver uma reação, mas não tínhamos como estimar o tamanho dela… Mas achei a reação bem parecida com a que tivemos quando matamos o Capitão América há 10 anos… as mesmas mensagens raivosas só que nos chamando de traidores agora e não de assassinos.

Mas nesse meio temos muita gente que se]quer acompanha quadrinhos, são fãs dos filmes, colecionadores de action-figures e pessoas que só ficaram sabendo sobre o ocorrido através de notícias, e mesmo sem saber direito o que está acontecendo estão reclamando e nos xingando… Mas independente disso, temos a confiança de que a história que estamos contando tem merecimento e deve ser lida até o final.

óbvio que tivemos muitas reações exaltadas, mas eu entendo. ao ver o Capitão dizer Heil Hydra no final da edição o pensamento geral e comum é de que ele seja um nazista, racista, antissemita… que é uma preocupação bem legítima, mas passa longe do que planejamos pra saga. Isso é tudo especulativo, mas posso garantir que a Marvel nunca iria apoiar um personagem antissemita.

Sei que as pessoas se preocupam com esses personagens, que tem uma ligação emocional com eles e os abraçam com todo coração, e obviamente que a resposta emocional dos fãs nem sempre é positiva quando resolvemos mudar seus personagens preferidos… vide o caso do Homem-Aranha Superior, que teve uma resposta negativa no início e depois se mostrou uma das melhores sagas recentes do personagem.

capsold

Ed Brubaker (escritor da saga do Soldado Invernal):

Eu simplesmente amo histórias em quadrinhos, e me pego até hoje acompanhando as mais diversas sagas… Adoro ver pessoas vestidas de Soldado Invernal em convenções e até mesmo a shipada do “Stucky” que surgiu na internet há algumas semanas… Mas as vezes acho que alguns fãs tem na sua mente que eles são obrigados a consumir quadrinhos, quando isso não é verdade… ninguém no governo os obriga a acompanhas as revistas…

Se não gosta dessas, há milhares de outras HQs onde não existem reboots, retcons ou de tie-ins… E muitos desses artistas que todos amavam na Marvel e DC hoje estão desenvolvendo suas próprias histórias e personagens em editoras independentes e te garanto que estão muito mais felizes por terem o controle total sobre o seu próprio trabalho.

Acho que depois de passar o dia vendo tanta gente reclamar sobre uma história, e perceber que eu não faço parte dela me deixa muito feliz, feliz por perceber que não faço mais parte desse mundo… As pessoas me perguntam até hoje os motivos de eu ter deixado a Marvel, na verdade não foi um motivo só. foi uma gradativa perda de interesse em tantos eventos infindáveis, reboots e heróis substitutos.

o que eu acho? Bem, não compactuo com essa ideia de “não reclame, simplesmente pare de comprar”, esse é o tipo de pensamento cretino resulta em pessoas de extrema passividade opinativa, sem consciência crítica e que acaba aceitando qualquer tipo de coisa sem questionamento…

As pessoas tem todo o direito de reclamar se não gostaram, mas façam isso COM ARGUMENTOS (ou com memes, memes são legais), ficar latindo e rosnando como um cão bravo pode ser engraçado, mas só vai fazer com que deem ainda menos crédito pra sua opinião como consumidor da porra toda…

Sobre Hell

O Hell, este que vos fala.

Além disso, verifique

“O Wolverine envelheceu… E eu envelheci com ele”

O novo filme do Wolverine, Logan, marca não só o último filme solo do personagem …