Home / A Gente Vimos / A gente vimos: Gotham (episódio piloto)

A gente vimos: Gotham (episódio piloto)

gotham

Bem, para quem não sabe, a série Gotham estreou esta semana na FOX com uma audiência bem boa. Mas e a qualidade da série? É boa mesmo?

Para quem não sabe (embora acho que todo mundo que lê o MDM saiba), Gotham é uma espécie de prequel das histórias do Batman, que mostra um período onde Bruce Wayne ainda é criança e James Gordon é um policial novato recém-chegado à cidade, que tem como primeiro caso investigar a morte de Thomas e Martha Wayne.

A premissa é de fato bem interessante, mas eu fiquei com muito medo que a série tentasse fazer muitas coisas diferentes e virasse um “Frankenstein”. Felizmente, não foi esse o caso, embora o piloto esteja longe de ser uma obra prima.

Vamos primeiro aos pontos positivos: O clima da série é o que se esperaria de uma série sobre Gotham. Sombrio, sujo e mostrando sangue mesmo (se fosse um filme, dificilmente seria PG 13). É claro que não tem a ousadia de um Breaking Bad (aí já seria pedir demais de uma série de um canal como a FOX sobre o universo de um personagem icônico de quadrinhos), mas não tem nada a ver com Smallville, por exemplo. Não é uma série adolescente.

Gotham-cast

Outro ponto positivo é que a história tem o formato de série policial, com os elementos característicos da cidade de Gotham, como a corrupção policial, o crime organizado, a violência, e por aí vai, sempre fazendo o contraste do idealismo do Gordon com a corrupção e a visão distorcida de justiça dos policiais da cidade. Tudo isso sem nenhuma menção a superpoderes ou super-heróis. Ou seja, está mais para o universo do Batman do Nolan do que pra o universo de O Homem de Aço.

Outra coisa a elogiar é o fato de colocar personagens conhecidos dos quadrinhos como Falcone e Pinguim, apenas “orbitando” ao redor de outros personagens. Não que eles não tenham sua importância na história, mas eles servem mais como “vilões especialmente convidados” do que outra coisa. A verdadeira “vilã” da série é Fish Mooney, personagem novo que não vem dos quadrinhos, mas é muito interessante.

Falando em personagens, tem vários conhecidos dos fãs do Morcego que dão as caras no piloto: Além dos já citados Pinguim (na época ainda apenas Oswald Cobblepot) e Falcone, temos também Alfred, Harvey Bullock, Montoya e o próprio Bruce Wayne, ainda jovem, em papéis de destaque, e outros personagens com Charada, Hera Venenosa e Selina Kyle em suas versões pré-vilanescas em pequenos cameos.

ustv-gotham-selina-kyle

Agora, os pontos negativos: O ator que faz o detetive Gordon não chega a ser péssimo, mas também não ajuda muito. Tem vezes que a atuação dele incomoda, especialmente quando em contraste com Donal Logue, que está muito bom como Bullock, e Jada Pinckett Smith, que está fantástica como Fish Mooney. O que é uma merda, por que esse puto é o protagonista da série. Mas vamos torcer que ele melhore com o tempo.

Gotham-TV-Show

Outra coisa a reclamar são os cameos dos futuros vilões do Batman. Enquanto tem aqueles que realmente fazem parte da história de forma orgânica (no caso, apenas o Pinguim e Falcone), o resto serve apenas como fanservice, sem ter realmente uma função relevante para a narrativa (Selina Kyle também parece que vai ter importância na série, mas neste piloto ela não fez nada de importante). Não chegam a incomodar, mas são completamente descartáveis. Espero que nos próximos episódios os roteiristas se preocupem mais em consolidar os personagens relevantes do que ficar jogando referências desnecessárias.

Ivy Pepper

Bem, num geral eu vou dizer que Gotham me surpreendeu positivamente. Não que eu achasse que a série ia ser ruim, mas confesso que achei que eles iam querer fazer uma mistura de série policial com mistérios sobrenaturais para fazer associação com uma realidade onde super-heróis são possíveis, mas não foi esse o caso, pelo menos não no piloto, o que já é uma enorme feito.

É claro que, se a série fizer sucesso e durar mais que 4 temporadas, certamente tudo isso irá por água abaixo. Mas, pelo menos no que tange ao primeiro episódio, ele é bastante promissor.

Nota: 8

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 38 anos (teria se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, Bugman resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Triplo dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

Podcast MdM #559: Tentando lembrar das HQs BOAS dos anos 90! Eita porra!

No podcast de hoje os MdMs Hell, Caruso e Daniel HDR chamam a galera da …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.