Home / A Gente Lemos / A gente lemos: Flex Mentallo, o homem dos músculos mistério

A gente lemos: Flex Mentallo, o homem dos músculos mistério

Um dos trabalhos mais obscuros e fora da caixinha do universo DC tradicional do careca maluco finalmente chegou ao Brasil.

Mas já dizia a Vovó Porco, nada nessa vida acontece na véspera, e Flex Mentallo me caiu nas mãos no exato momento em que deveria cair – mas isso eu explico mais pra frente.

Flex-Mentallo-brasil

Em Flex Mentallo – o homem dos músculos mistério, somos apresentados ao Flex, um estranho super-herói queixo quadrado, peludão (tipo o Foxman ou o Tony Ramos) que anda por aí a lá Nerd Reverso, de tanguinha de onça, coturno e munhequeiras daquelas que prometiam talhar os músculos de quem as usasse lá nos anos 80. Tem misteriosos poderes ligados a seus músculos mistério e um atentado a bomba faz com que ele se ponha a procurar seu colega de heroísmo chamado Fato, famoso por deixar bilhetes com “fatos” à cada atuação. Mas o lance por trás da busca é outro: Flex tem consciência de que foi criado pela mente fértil de um garotinho, Wally Sage, e conseguiu sair de lá. Se fatos mostram que o Fato também conseguiu essa proeza, ele precisa então encontrá-lo! Ao mesmo tempo, um jovem Wallace Sage está às portas da morte contando sua via à um atendente do CVV!

Morrison é famoso por sua lisergia, e em Flex Mentallo ele a leva esse atributo (+2 contra leitores burros) às últimas consequências. A HQ não é linear, nem em termos cronológicos nem em fluxo de raciocínio. Há fatos soltos, deslocados, sobrepostos, e que vão fazendo sentido à medida que a trama caminha. Exclusivamente à medida que a trama caminha!

Flex Mentallo1of4 - 12

Quando eu falava que as coisas têm hora certa pra chegar nas mãos da gente é justamente pensando que, se eu tivesse lido Flex Mentallo há, sei lá, cinco/seis anos, teria achado a história uma merda. Porque eu seria completamente incapaz de entender o que Morrison estava fazendo, e te digo de cara: em Flex Mentallo, Grant Morrison estava fazendo sua Promethea. Antes de Moore/J.H.Willians III, Morrison usou-se de uma HQ (e de Quitely) para panfletar suas crenças!

O careca acredita (e já defendeu isso explicitamente, como em Superdeuses) que o universo dos quadrinhos é um universo real, habitado por pessoas reais e que nós acessamos através das revistas, tomadas como ficção. Uma HQ então não é uma “estória”, mas uma janela real para uma “história” que vemos, controlamos o tempo, avançamos e voltamos a nosso bel-prazer. É essa a tese central de Flex Mentallo – existem inúmeros mundos e universos paralelos que podemos acessar ou não – o mundo dos quadrinhos é um deles, e nós o acessamos. Assim, Flex Mentallo, a HQ, funciona como um corredor de espelhos, postos um de frente pro outro: vemos a história de Flex, sobre ela a história de Wallace, entre elas, a Legião das Legiões tentando escapar de seu universo moribundo, Flex com uma HQ sobre ele nas mãos… A multiplicação segue ad eternum, e Morrison quer mesmo que a gente fique com a pulga atrás da orelha: e se as nossas vidas não estiverem, também elas, sendo vistas por alguém, um sobre-humano de outra dimensão, que folheia uma HQ?

Flex-Mentallo1of4-03

Ter lido Superdeuses antes de Flex Mentallo fez toda diferença. Não, eu não acho o livro uma maravilha não, mas acho que os conceitos da HQ ficaram bem mais claros tendo-o lido – eu eu pude aproveitar melhor a publicação da Panini. Porque, com tudo isso na cabeça, falo sem medo: Flex Mentalo – O homem dos músculos mistério é uma HQ ducacete! Pra ser lida e relida, colhendo os detalhes, tanto textuais quanto visuais, ir se abarcando da trama, dos personagens… Flex Mentallo é uma experiência, uma experiência tão poderosa que traz em si todos os elementos com os quais Morrison seguirá trabalhando nas suas obras posteriores: de Se7e Soldados a Crise Final, passando por Joe o Bárbaro (na verdade, isso deixa até um gostinho de picaretagem na memória: peraê, o Morrison tá falando a mesma coisa esses anos todos?).

Mature

Enfim: se você gosta de quadrinhos de super-heróis, de fantasia, se você curte a linguagem da arte sequencial, a noção de cronologia e uma bela pitada de sci-fi, Flex Mentallo: o homem dos músculos mistério é leitura obrigatória. E, data vênia, tenho dito!

Flex Mentallo: o homem dos músculos mistério, de Grant Morrison e Frank Quitely. Editora Panini, 132 páginas, capa dura. R$ 45,00.

Nota: 9

[Peraê que tem mais um pouquinho] estava pensando uma coisa: a Legião das Legiões é uma declaração/homenagem/referência ao mais arquetípico (junguiano?) super-grupo da história dos quadrinhos de supers, certo? (eu tô falando da Liga).
Na primeira edição de Planetary, na história “Pelo Mundo Todo”, o grupo de Axel Brass/Doc Savage é surpreendido… Por um simulacro da Liga que, diante da destruição iminente do seu mundo, invade a Terra de Planetary, dizimando o grupo do Dr. Brass.
Pois bem: os invasores de Planetary são, visualmente, a Liga da Justiça. Mas o ato deles é, evidentemente, o tomado pela Legião das Legiões de Flex Mentallo. Será que Warren Ellis quis homenagear um super-grupo clássico e uma HQ “clássica”? Nunca saberemos…
343px-JLA_Analogues_(Planetary)

Sobre Poderoso Porco

O mar não tem cabelos. Eu também não.

Além disso, verifique

Podcast MdM #491: Os Melhores e Piores X-Men de todos os tempos!

No podcast de hoje Julia, Change, Buchemi, 5 Horas, Leo Finocchi, Fiorito e Lojinha se …

222 comentários

  1. Kkk shortinho e coturno…

  2. Kkk shortinho e coturno…

  3. Eu simplesmente não consigo respeitar essa cuequinha.

  4. Eu simplesmente não consigo respeitar essa cuequinha.

  5. Excelente post! Finalmente uma HQ de garbo e elegância!

  6. Excelente post! Finalmente uma HQ de garbo e elegância!

  7. bom artigo, porco!

    agora, liberem o cuzinho podcast!

  8. O Anabolizador de Xoxotas

    bom artigo, porco!

    agora, liberem o cuzinho podcast!

  9. Eu acho que é esse uniforme que o ultra queria que o tigre de bronze usasse no Arrow.

  10. Eu acho que é esse uniforme que o ultra queria que o tigre de bronze usasse no Arrow.

  11. Lucas, creio que a “Promethea” do Morrison seja “Os invisíveis”, principalmente pelos teor conceitual. Aliás, Já em duas ocasiões você afirmou desgostar de “Promethea” pelo acentuado misticismo da obra. Acredito que é necessário interesse pelo assunto ou, no mínimo, uma curiosidade desarmada para realmente apreciar esse tipo de trabalho. Vejo nisso um elemento comum entre os trabalhos do Moore e do Morrison.

  12. Porra, só agora? Já lançaram isso a um tempão.
    Aliás, vocês poderiam comentar sobre ele em algum podcast porque tem umas horas que eu não entendo nada… mas adorei. 5 Robôs Gigantes!

  13. Lucas, creio que a “Promethea” do Morrison seja “Os invisíveis”, principalmente pelos teor conceitual. Aliás, Já em duas ocasiões você afirmou desgostar de “Promethea” pelo acentuado misticismo da obra. Acredito que é necessário interesse pelo assunto ou, no mínimo, uma curiosidade desarmada para realmente apreciar esse tipo de trabalho. Vejo nisso um elemento comum entre os trabalhos do Moore e do Morrison.

  14. Porra, só agora? Já lançaram isso a um tempão.
    Aliás, vocês poderiam comentar sobre ele em algum podcast porque tem umas horas que eu não entendo nada… mas adorei. 5 Robôs Gigantes!

  15. O careca acredita (e já defendeu isso explicitamente, como em Superdeuses) que o universo dos quadrinhos é um universo real,
    habitado por pessoas reais e que nós acessamos através das revistas,
    tomadas como ficção. Uma HQ então não é uma “estória”, mas uma janela real para uma “história” que vemos, controlamos o tempo, avançamos e voltamos a nosso bel-prazer.

    Quer dizer que as hqs desenhados pelo “mestre” Rob Liefeld, com trabucos, ombreiras, corpos de desproporcionais, etc…., são de um universo real????

    Coitados………………………………………………………… NOT!!!! FOLODA-SE!!!!

    huahauahuahauhuauauah

  16. O careca acredita (e já defendeu isso explicitamente, como em Superdeuses) que o universo dos quadrinhos é um universo real,
    habitado por pessoas reais e que nós acessamos através das revistas,
    tomadas como ficção. Uma HQ então não é uma “estória”, mas uma janela real para uma “história” que vemos, controlamos o tempo, avançamos e voltamos a nosso bel-prazer.

    Quer dizer que as hqs desenhados pelo “mestre” Rob Liefeld, com trabucos, ombreiras, corpos de desproporcionais, etc…., são de um universo real????

    Coitados………………………………………………………… NOT!!!! FOLODA-SE!!!!

    huahauahuahauhuauauah

  17. Já saiu a edição americana de Planetary com todas as edições em um aencadernado só? Tô querendo comprar, mesmo custando o meu cu com areia.

  18. Já saiu a edição americana de Planetary com todas as edições em um aencadernado só? Tô querendo comprar, mesmo custando o meu cu com areia.

  19. Tinoco, Animador de Festas

    Qual é melhor: Planetary, Authority ou Astro City?

  20. Qual é melhor: Planetary, Authority ou Astro City?

  21. A revista é muito boa, já li, mas não seria se hoje produzissem mais coisas desse tipo, Alan Moore poderia fazer algo assim ou melhor, mas ele agora só escreve críticas (uma pena )Fábulas e o Inescrito é o que mais eu leio hoje, e Planetary já é uma obra perfeita porque já tem fim, e é bom ela permanecer assim.

  22. A revista é muito boa, já li, mas não seria se hoje produzissem mais coisas desse tipo, Alan Moore poderia fazer algo assim ou melhor, mas ele agora só escreve críticas (uma pena )Fábulas e o Inescrito é o que mais eu leio hoje, e Planetary já é uma obra perfeita porque já tem fim, e é bom ela permanecer assim.

  23. Pe. Slag do casamento Mari-Dox

    Olha que sacanagi
    Black Friday no MDM: Camisetas do MDM por Trintinha

  24. Olha que sacanagi
    Black Friday no MDM: Camisetas do MDM por Trintinha

  25. Doutor Janus O Penetra

    A história parece ser legal , mas só pensei em comer a giganta

  26. A história parece ser legal , mas só pensei em comer a giganta

  27. Como todos sabemos que vocês vão direto pros comentários nesse post: SEXTA AFRO-DESCENDENTE NO MDM, CAMISAS POR TRINTA REAIS! AGORA ESTÁ MAIS BARATO QUE O CÚ DA SUA MÃE NO FIM DO MÊS!

  28. Como todos sabemos que vocês vão direto pros comentários nesse post: SEXTA AFRO-DESCENDENTE NO MDM, CAMISAS POR TRINTA REAIS! AGORA ESTÁ MAIS BARATO QUE O CÚ DA SUA MÃE NO FIM DO MÊS!

  29. Nerd Whoverso (Dedo Certeiro)

    O MdM precisa de um movimento dos comentaristas para que joguem uma partida de RPG (estilo do do JN, como um semiaudiodrama), a gente sabe que eles jogam e que são mais engraçados que muita gente por aí.
    Seria muito foda

  30. O MDM poderia fazer um SUPERPODs falando de um universo onde o Ultra morreu e voltou, o Hell realmente tá no inferno e o cu da sua mãe é… não, pera, essa parte já existe mesmo.

  31. O MdM precisa de um movimento dos comentaristas para que joguem uma partida de RPG (estilo do do JN, como um semiaudiodrama), a gente sabe que eles jogam e que são mais engraçados que muita gente por aí.
    Seria muito foda

  32. O MDM poderia fazer um SUPERPODs falando de um universo onde o Ultra morreu e voltou, o Hell realmente tá no inferno e o cu da sua mãe é… não, pera, essa parte já existe mesmo.

  33. gostaria de ler, mas eu não sei nem o que é lisergia, então eu acho que não vou entender essa merda…

  34. gostaria de ler, mas eu não sei nem o que é lisergia, então eu acho que não vou entender essa merda…

  35. Todo esse conceito já foi trabalhado bem antes (25 anos atrás) no arco do Homem Animal que ele escreveu.

  36. Todo esse conceito já foi trabalhado bem antes (25 anos atrás) no arco do Homem Animal que ele escreveu.

  37. MARVELINO - o marveco safado

    ” e se as nossas vidas não estiverem, também elas, sendo vistas por alguém, um sobre-humano de outra dimensão, que folheia uma HQ?”
    Olha, não sei quem leria, por que minha vida seria uma HQ chata pra caralho!!!

    • Mas se tem gente que curte o “Superior”, não há motivo de ninguém não ler uma história sobre a vida sua, minha ou de qualquer leitor do MdM.

      Por mais deformidades físicas que possamos ter, ninguém aqui é desenhado pelo Humberto Ramos. Ou Pelo Liefeld. Ou pelo Romitinha. E assim ad infinitum…

    • Dr.Liefeld, cirurgião plástico

      Já HQ da sua mãe, o multiverso inteiro está lendo e deixando as páginas grudadas…

  38. MARVELINO - o marveco safado

    ” e se as nossas vidas não estiverem, também elas, sendo vistas por alguém, um sobre-humano de outra dimensão, que folheia uma HQ?”
    Olha, não sei quem leria, por que minha vida seria uma HQ chata pra caralho!!!

    • Sílvio Stark Diretor da ROSCA

      Mas se tem gente que curte o “Superior”, não há motivo de ninguém não ler uma história sobre a vida sua, minha ou de qualquer leitor do MdM.

      Por mais deformidades físicas que possamos ter, ninguém aqui é desenhado pelo Humberto Ramos. Ou Pelo Liefeld. Ou pelo Romitinha. E assim ad infinitum…

    • Já HQ da sua mãe, o multiverso inteiro está lendo e deixando as páginas grudadas…

  39. Vocês são malucos. Flex Mentalo é ruim demais.

    • Essa HQ é mais pra quem gosta de coisas autorais e pra quem é fã do Grant Morrison e curte o trabalho dele.
      Acho que ter ouvido muitos comicpods do Morrison me fez entender mais no que ele queria chegar com a história e por isso eu adorei. É basicamente o que ele já vem fazendo desde Homem-Animal, mas agora é de uma maneira mais maluca ainda.

      • Não. É uma HQ só pra quem é fã do Morrison. Por que na verdade, é uma merda. Não precisa chegar nesse nível de retardamento pra passar uma mensagem filosófica.

        Vide Transmetropolitan, de Warren Ellis. O cabra viaja fodamente, mas faz exageiros que são relevantes ao tema. Já Morrison abusa de exageiros só por fazê-lo.

        • É, eu realmente não sei se uma pessoa que não é fã do Morrisonvá gostar disso, já que eu sou uma delas, mas acima de tudo é uma HQ lisérgica (no seu sentido mais puro) que faz um paralelo com a indústria dos quadrinhos no que diz respeito a evolução dos seus temas/conceitos para a criação de histórias (das mais simples e coloridas, às complexas e escuras).

          Você pode não gostar do gênero, mas tem que admitir que, para aqueles que realmente se preocuparam em ler a HQ com mais atenção, ela invariavelmente causa uma discussão interior do que é uma historia em quadrinhos e o quanto ela pode ser abrangente.

          Além do que, essa também é a marca registrada do cara.

          • A questão não é que o gênero ou o conceito sejam ruins, pois não são. Mas Morrison abordou esse mesmo tema com excelência no Homem Animal.

            Por isso que acho Flex Mentalo um disperdício.

        • Chégas do Dr. Gasparetto

          Concordo totalmente com você. O Morrisson em muitas hqs, não em todas, me passa a impressão de que só quer mostrar que é mais esperto do que você. Lendo Flex Mentallo e 7 Soldados, especialmente, me parece que ele meio que enche o saco no meio da história e acaba de qualquer jeito, com a narração fazendo cada vez menos sentido, ficando mais fragmentada, mais econômica. Os finais são abruptos pois ele simplesmente não está mais a fim de contar aquela história. Os conceitos são realmente bastante originais e interessantes, mas a narrativa é muquirana, sovina. Isso me causa antipatia em relação às hqs que ele escreve. Eu prefiro autores mais generosos com os leitores como o Ellis, o Moore clássico e Gaiman.

  40. Vocês são malucos. Flex Mentalo é ruim demais.

    • Essa HQ é mais pra quem gosta de coisas autorais e pra quem é fã do Grant Morrison e curte o trabalho dele.
      Acho que ter ouvido muitos comicpods do Morrison me fez entender mais no que ele queria chegar com a história e por isso eu adorei. É basicamente o que ele já vem fazendo desde Homem-Animal, mas agora é de uma maneira mais maluca ainda.

      • Não. É uma HQ só pra quem é fã do Morrison. Por que na verdade, é uma merda. Não precisa chegar nesse nível de retardamento pra passar uma mensagem filosófica.

        Vide Transmetropolitan, de Warren Ellis. O cabra viaja fodamente, mas faz exageiros que são relevantes ao tema. Já Morrison abusa de exageiros só por fazê-lo.

        • É, eu realmente não sei se uma pessoa que não é fã do Morrisonvá gostar disso, já que eu sou uma delas, mas acima de tudo é uma HQ lisérgica (no seu sentido mais puro) que faz um paralelo com a indústria dos quadrinhos no que diz respeito a evolução dos seus temas/conceitos para a criação de histórias (das mais simples e coloridas, às complexas e escuras).

          Você pode não gostar do gênero, mas tem que admitir que, para aqueles que realmente se preocuparam em ler a HQ com mais atenção, ela invariavelmente causa uma discussão interior do que é uma historia em quadrinhos e o quanto ela pode ser abrangente.

          Além do que, essa também é a marca registrada do cara.

          • A questão não é que o gênero ou o conceito sejam ruins, pois não são. Mas Morrison abordou esse mesmo tema com excelência no Homem Animal.

            Por isso que acho Flex Mentalo um disperdício.

        • Ortopedista da Gwen Stacy

          Concordo totalmente com você. O Morrisson em muitas hqs, não em todas, me passa a impressão de que só quer mostrar que é mais esperto do que você. Lendo Flex Mentallo e 7 Soldados, especialmente, me parece que ele meio que enche o saco no meio da história e acaba de qualquer jeito, com a narração fazendo cada vez menos sentido, ficando mais fragmentada, mais econômica. Os finais são abruptos pois ele simplesmente não está mais a fim de contar aquela história. Os conceitos são realmente bastante originais e interessantes, mas a narrativa é muquirana, sovina. Isso me causa antipatia em relação às hqs que ele escreve. Eu prefiro autores mais generosos com os leitores como o Ellis, o Moore clássico e Gaiman.

  41. Wesllandrox, o Furador.

    Que peitão peludo! Vou comprar! Sensualizei!

  42. Que peitão peludo! Vou comprar! Sensualizei!

  43. “e se as nossas vidas não estiverem, também elas, sendo vistas por alguém, um sobre-humano de outra dimensão, que folheia uma HQ?”

    CARALHO! DEVE SER UMA HQ CHATA PRA CARALHO DE SE LER MEUIRMÃO! VAI FAZER OUTRA COISA!

  44. “e se as nossas vidas não estiverem, também elas, sendo vistas por alguém, um sobre-humano de outra dimensão, que folheia uma HQ?”

    CARALHO! DEVE SER UMA HQ CHATA PRA CARALHO DE SE LER MEUIRMÃO! VAI FAZER OUTRA COISA!

  45. O Algures que tinha que ter feito a review de Flex Mentallo, ele podria explicar os conceitos filosoficos encontrados na revista e tals

  46. O Algures que tinha que ter feito a review de Flex Mentallo, ele podria explicar os conceitos filosoficos encontrados na revista e tals

  47. Antes de ler Flex Mentallo, “leião” a Patrulha do Destino do Morrison, além de ter boas historias (a maioria de terror), ainda tem a primeira aparição do Flex Mentallo.

  48. Dr. Superman piscou pra você

    A pessoa precisa ser bem doente para ler uma HQ sobre mim, talvez o Sapão.

  49. Antes de ler Flex Mentallo, “leião” a Patrulha do Destino do Morrison, além de ter boas historias (a maioria de terror), ainda tem a primeira aparição do Flex Mentallo.

  50. Dr. Superman piscou pra você

    A pessoa precisa ser bem doente para ler uma HQ sobre mim, talvez o Sapão.

  51. Poxa Porquet´s, valeu! Tava mesmo querendo saber se essa HQ é boa ou não.
    Vou arriscar.
    E tá baratinha, pra quem se interessou, no site do Extra…uns 26 reais!
    Abracinhos amiguxo!

  52. Poxa Porquet´s, valeu! Tava mesmo querendo saber se essa HQ é boa ou não.
    Vou arriscar.
    E tá baratinha, pra quem se interessou, no site do Extra…uns 26 reais!
    Abracinhos amiguxo!

  53. O post parece ser legal, mas to com preguiça só vi as fEguras e vim comentar qq merda!

  54. Computador dos Super Amigos

    O post parece ser legal, mas to com preguiça só vi as fEguras e vim comentar qq merda!

  55. Comprando.
    Valeu a dica.

  56. Sir Jones Kast, Ph.D.

    Comprando.
    Valeu a dica.

  57. revista de homem musculoso!? êee porco, só você mesmo

  58. revista de homem musculoso!? êee porco, só você mesmo

  59. Essas putinhas vão comprar só pra ficar de kuduro vendo o peito cabeludo desse mané!

  60. Essas putinhas vão comprar só pra ficar de kuduro vendo o peito cabeludo desse mané!

  61. Chégas do Dr. Gasparetto

    Pouco, li essa hq faz tempo e reli tb. Só tenho uma coisa a dizer a respeito dela:
    Não fode.

  62. Ortopedista da Gwen Stacy

    Pouco, li essa hq faz tempo e reli tb. Só tenho uma coisa a dizer a respeito dela:
    Não fode.

  63. Esse conceito dos mundos paralelos de ficção já era batido quando saiu História sem Fim né?

    Mantendo o referencial em Planetary, tem uma história em que Os Quatro financiam um empreendimento onde um grupo viaja a uma dimensão criada por sonhos ou imaginação (não lembro bem) e trazem alguém de lá.

  64. Esse conceito dos mundos paralelos de ficção já era batido quando saiu História sem Fim né?

    Mantendo o referencial em Planetary, tem uma história em que Os Quatro financiam um empreendimento onde um grupo viaja a uma dimensão criada por sonhos ou imaginação (não lembro bem) e trazem alguém de lá.

  65. Estagiário da Xáiuld

    Comprei a bagaça mas ainda não li.
    Curti a resenha Poderoso. Com certeza lerei com outros olhos. Valeu!

  66. FlashNuCu: Pisca ou Coça?

    Comprei a bagaça mas ainda não li.
    Curti a resenha Poderoso. Com certeza lerei com outros olhos. Valeu!

  67. Seu Pai de Pau Grande/RJ

    Quero ver o CHANGE e o MULLANDROX ENTENDEREM essa hq. Aí sim a humanidade estará salva.

  68. Quero ver o CHANGE e o MULLANDROX ENTENDEREM essa hq. Aí sim a humanidade estará salva.

  69. Quando eu falava que as coisas têm hora certa pra chegar nas mãos da gente é justamente pensando que, se eu tivesse lido Flex Mentallo há, sei lá, cinco/seis anos, teria achado a história uma merda.
    Daqui a cinco/seis anos ele vai entender a merda que escreveu sobre MOS.

  70. Quando eu falava que as coisas têm hora certa pra chegar nas mãos da gente é justamente pensando que, se eu tivesse lido Flex Mentallo há, sei lá, cinco/seis anos, teria achado a história uma merda.
    Daqui a cinco/seis anos ele vai entender a merda que escreveu sobre MOS.

  71. VOVÓ PORCO HMMM… VOVÓ PORCO HMMM…

  72. VOVÓ PORCO HMMM… VOVÓ PORCO HMMM…

  73. Não gostei, não li, e foloda-se. Achei o personagem coisa de VEADO MERMO (nada contra, mas nada a favor) com essa merda dessa sunga de onça! Gastei meu magro dinheirinho comprando o primeiro encadernado de Sandman definitivo e a coleção Marvel Salvat, e uns encadernados do Crumb! Planetary é fodancha, WE3 – Instinto de Sobrevivência tá na lista, prefiro animais “fofos” assasinos da mesma dupla, a essa edição ai!

    WE3 – com os Beagles do instituto Royal ia ser massa!

  74. Não gostei, não li, e foloda-se. Achei o personagem coisa de VEADO MERMO (nada contra, mas nada a favor) com essa merda dessa sunga de onça! Gastei meu magro dinheirinho comprando o primeiro encadernado de Sandman definitivo e a coleção Marvel Salvat, e uns encadernados do Crumb! Planetary é fodancha, WE3 – Instinto de Sobrevivência tá na lista, prefiro animais “fofos” assasinos da mesma dupla, a essa edição ai!

    WE3 – com os Beagles do instituto Royal ia ser massa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários