Home / DC / E se fosse no Brasil?

E se fosse no Brasil?

Todo mundo sabe que a Liga da Justiça da América – os reservas – vai atravessar a fronteira e se mudar para o Canadá. Essa notícia é velha e até mesmo a gente falou disso, eu acho. Talvez não. Enfim, o que importa é que eles vão se mudar e vão ganhar uma nova integrante: uma super-heroína canadense inspirada em uma líder estudantil.

Justice League

Deixa eu contar melhor a história da menina. Em 2009, Shannen Koostachin, uma adolescente da etnia cree, liderou uma passeata para a construção de uma escola – veja que ela fez uma manifestação com um objetivo – até a sede do parlamento canadense. Em 2010, a menina, infelizmente, morreu aos 15 anos em um acidente de carro.

A nova Liga da Justiça vai estrear em 2014 e o autor responsável será/continuará sendo o canadense Jeff Lemire.

Iniciativa bacana, pena que tem tudo para ser mais um personagem estereotipado que vai render bem na mão do criador e sumir quando o gibi mudar de autor. Quantas vezes já vimos isso acontecer em todos esses anos nessa indústria vital…

Enfim, nada disso importa. O que eu quero mesmo saber é o seguinte: e se a personagem fosse inspirada num dos corajosos manifestantes que levaram cartazes de coração para as manifestações no Brasil? Consigo imaginar a menina carregando uma cartolina cheia de purpurina e gritando “sem violência” na frente de um vilão tipo o Darkseid.

Sobre Colaborador col

Além disso, verifique

De Destemido a She-Hulk – Traduzir ou não traduzir?

Esses dias aí pintou no mundo a notícia de que a atriz Tatiana Maslany vai interpretar …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.