Home / Eventos / CORRIGIDO! Foi dada a largada para os dois mais maiores eventos de HQ e congêneres do Brasil!

CORRIGIDO! Foi dada a largada para os dois mais maiores eventos de HQ e congêneres do Brasil!

Este ano, com apenas 15 dias de diferença, teremos nesse Brasil varonil dois grandes eventos de cultura pop: o tradicional FIQ, aka Festival Internacional de Quadrinhos, em BHCity One, e a segunda edição da CCXP, ou Comic Con Experience, em SP (dizem que não existe amor – nem água – em SP).

Com o primeiro acontecendo em torno do feriado de 15 de novembro (de 11 a 15) e o outro entre 3 e 6 de dezembro (pertinho né? É Guerra!!) ambos os doizes começam a divulgar os primeiros nomes de convidados.

A educação manda vir os mais velhos na frente, e ainda no mês ano passado o FIQ começou a divulgar seus nomes. Primeiro com figuras de pegada mainstream como Babs Tarr (de Batgirl) e Howard Chaykin, de uma caralhada de títulos. Agora, autores mais independentes, como:

biancapinheiro

Bianca Pinheiro, autora de Bear (Ed. Nemo) e Dora (Catarse)

Tallesrodrigues

O jornalista Talles Rodrigues, autor da reportagem em quadrinhos Pânico no José Walter (Catarse) e desenhista de Mayara e Annabelle (Fictícia).

E ontem anunciou também a vinda de Jen Wang, de Koko Be Good (Barba Negra). A autora lançará seu novo trabalho “In Real Life”, em parceria com Cory Doctorow no FIQ. Ela também escreve as HQs de “A Hora da Aventura”, desenho que eu não assisto, mas que a minha filha número 1, o Ultra e o Reverso vêem e dizem que é muito bom.

Jen Wang

Já pela galera do entorno do Rio Tietê, certamente o grande anúncio é a vinda de Mark Waid, roteirista alto nível (ainda que nem de longe tão badalado quanto gente bem pior do que ele, mas deixa quieto), que escreveu, entre outras coisas, clássicos como Reino do Amanhã; Flash; minha amada Liga da Justiça: Ano Um; Os Incríveis (pela BOOM! Studios) e, atualmente, Demolidor e Vingadores.

309art_3097

Bem, e aí:

[O Ministério do Cheguismo adverte: o trecho a seguir está abarrotado de cagação de regra que só fazia sentido porque o Podegoso tinha esquecido que ELE MESMO tinha escrito o post anunciando a Babs Starr e o Chaykin (justo aquele que fez uma HQ com Ariadnas!) no FIQ. Por isso o trecho abaixo foi deletado. Voltaremos com uma Nueva Nota a qualquer momento. Ou não. Obrigado.]

cara, primeiro é importante perceber que, nessa “disputa” de momento que fatalmente se estabeleceu entre os eventos, é provavelmente uma ação natural que se acirrem as diferenças entre eles, conscientemente ou não. Seguindo sua própria tradição, o FIQ divulga autores menos presentes na mídia mainstream, enquanto a CCXP faz o exato oposto (também seguindo seu projeto de existência) e já abre com um grande anúncio ligado às majors do quadrinho gringo, certamente deixando a bazzingada com comichões.

Do ponto de vista dos convidados em si, Waid é de fato o grande nome aqui. É o mais conhecido, mais famoso e, quebrando algo que sempre me incomodou, terá seu trabalho merecidamente reconhecido pelo público médio de quadrinhos.

O que é foda. Eu que não tava cogitando ir aos dois eventos, agora tô ficando balançado…

Sobre Poderoso Porco

O mar não tem cabelos. Eu também não.

Além disso, verifique

Bate-Papo MdM: O que esperar da CCXP 2017!

No bate-papo de hoje Leo Finocchi, Adriana Melo e Marcio Fiorito comentam das principais atrações …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários