Home / Cinema / Essa é a Arlequina que merecemos? Com a palavra, Bruce Timm

Essa é a Arlequina que merecemos? Com a palavra, Bruce Timm

Debaixo de muita polêmica, vários mimimis debates estão surgindo por conta da próxima adaptação da DC pro cinema – Esquadrão Suicida. E depois de discutirmos sobre o “Coringa Capricho” e se o “ego do Will Smith cabe ou não dentro duma máscara”, a bola da vez é o shortinho visual escolhido para a Arlequina, interpretada pelas pernas pela atriz Margot Robbie.

arle4

As fotos, que geraram muita polêmica na internet, esbarraram em várias “questões da moda” atuais como a representação feminina nas HQs que eu não vou discutir aqui: vá ao post do Hell sobre o assunto, leia, reflita e depois volte. Já leu? Ótimo, agora vamos ver o que o co-criador da personagem e responsável por metade da minha educação quadrinística da infância até a faculdade – Bruce Timm – tem a dizer sobre isso.

“É interessante (…) e esquisito. Eu mesmo – sendo alguém que também retirou personagens pré-existentes para colocá-los em meu próprio universo de maneira levemente adaptada – estou bem ciente de que quando alguém pega um personagem que criei e o coloca em outra mídia, eles precisam adaptá-lo e fazer com ele coisas diferentes daquilo que eu faria. Então eu sou bastante receptivo para ver o que eles vão fazer.

Na verdade eu estou bem empolgado. Só hoje, logo antes dessa entrevista, vi a primeira imagem da Harley Quinn no Esquadrão Suicidia e pensei ‘Uau. Ela ficou até que bem bonitinha!’ Eu na verdade estava preocupado, porque pensei ‘ela vai ficar muito, muito bizarra e suja mas nah, ela não ficou tão ruim’ então eu fico mais aliviado”

É essa a “sua Arlequina”?

Embora reconheça a necessidade de adaptação, Timm não ajuda usando expressões como “cute” (“bonitinha” ou “fofinha”) e “not too bad” (“não tão ruim”) – me pareceu muito mais um discurso de alguém que, embora contrariado, não pode fazer nada a respeito e prefere dar um voto de confiança. O nosso famoso “se bem executado…”

Claro, como já falaram por aqui estamos discutindo muito sobre MEIA DÚZIA DE FOTOS, ainda tem muita água para rolar e posso não ser grande conhecedor da DC nas HQs (e quem me segue no Twitter sabe que, na verdade, é justamente o CONTRÁRIO disso), mas apesar de marvete, torço sinceramente para que seja um filme maneiro, pois um sucesso será bem-vindo para todos, uma vez que o “Marvel Way” de fazer filmes – assim como aconteceu nos comics – já apresenta sinais de exaustão.

 

Sobre Tango Commando

Carlos Gardel com colônia de Napalm

Além disso, verifique

Podcast MdM #559: Tentando lembrar das HQs BOAS dos anos 90! Eita porra!

No podcast de hoje os MdMs Hell, Caruso e Daniel HDR chamam a galera da …