Home / Enquanto isso no crowndfounding / Dies Irae com venda direta via Catarse

Dies Irae com venda direta via Catarse

Tanto quem faz quanto quem consome quadrinhos sabe que o um dos maiores calos (se não o maior) do mercado é a distribuição. Tem muita obra legal por aí, mas como adquirir? Sem ter uma editora associada, o acesso se torna difícil (e ás vezes mesmo assim) e, por mais que o leitor esteja interessado, ele precisa de formas mais simples de chegar à obra.

O que alguns autores têm feito foi usar o Catarse como meio de distribuição. Aproveitando a modalidade “flex” (que não tem uma meta definida), estes criadores tiveram campanhas bem-sucedidas onde a obra já está pronta, mas o Catarse é usado como meio para aproximar a obra dos interessados.

Pegando esses exemplos, o Tesla Studio resolveu usar o Catarse como meio de distribuição de Dies Irae, que não está disponível para venda nos canais tradicionais. A campanha no Catarse permite ao leitor receber o exemplar em casa sem custos adicionais (frete para todo o território nacional está incluso no valor), além de algumas recompensas bacanas, dependendo da modalidade que ele aceite. O valor mínimo pra levar o exemplar é 30 reais.

Para quem não conhece, “Dies Irae” explora o fim do mundo do ponto de vista de pessoas comuns. Numa época onde é difícil separar verdade de mentira, deuses de diversas mitologias e religiões caem do céu, mortos, desafiando tudo aquilo que conhecemos por realidade. A obra é escrita por Frank Tartarus e este que vos digita, ilustrada por Adan Marini, Frank Tartarus e Thiago Danieli, e colorizada por Luciana Lain.

Passe lá na página do Catarse e confira as modalidades de compra.

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 35 anos (teria se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, José resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Maria dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

Vai ter hq gaúcha na CCXP, sim (e se reclamar, vai ter duas)

Mais especificamente, hqs de artistas de Cachoeira do Sul, que vão ser lançadas na CCXP …

Comentários