Home / Quadrinhos / Bernard Chang POTRESTA!

Bernard Chang POTRESTA!

Pois é nerdaiada maldita… Num tempo em que a indústria do entretenimento tem que lidar com a nova realidade social com vários grupos étnicos ganhando representatividade onde qualquer deslize pode gerar uma discussão tremenda…

O artista Bernard Chang usou seu facebook pra dar uma protestada com relação ao design de um personagem, que aos olhos de muita gente passa despercebido, mas que pra ele, de descendência chinesa, tem um significado importante:

changprot

Chang criticou o novo visual do personagem da Valiant, Rai, que usa estampado o Sol Nascente do Império Japonês, e diz que pra ele, isso seria o mesmo que um personagem usar uma suástica no peito.

Pra quem não sabe o Japão sob a bandeira do Sol Nascente invadiu e ocupou boa parte da Ásia no final do século XIX e início do XX, com uma política extremamente segregacionista eles pregavam o ideal de sua superioridade sob todos os povos da Indochina… Se você é nerd burrão que não quer ler sobre o assunto porque é “chato”, pode ver filmes mais massavéio que abordam o período, como a Fúria do Dragão com o Bruce Lee:

Ou Lutar ou Morrer com o Jet Li:

O que eu acho? Olha, nem gosto de abordar muito esse tipo de assunto por aqui, pois vejo muita besteira sendo debatida nos comments (tipo no post do Tocha Humana Negro) por gente que não sabe porra nenhuma de nada mas se acha o dono da razão, e isso me deixa puto da cara e desgraçado da cabeça AHEUAHEAUEHAEU…

Mas o lance é que o Bernard Chang tem razão, o problema é que nós relativizamos a questão por sermos ocidentais e não estarmos familiarizados com as escabrosidades que eles passaram no decorrer de sua história (pra nós só os Nazistas eram os mauzinhos, pois é isso que vemos nos nossos filmes e livros)…

Mas querer diminuir isso, dizer que é um exagero dele, que é besteira porque é “só um desenho” vai acabar sendo uma atitude racista também, e talvez a forma mais perigosa de racismo, a que se faz parecer que não é racismo… Posso citar aqui a treta do Samuel L. Jackson com o apresentador que confundiu ele com o Laurence Fisburne durante uma entrevista:

Vi muita gente dizendo que “ai, que mimimi do Samuca, o cara só se enganou“, mas a questão é justamente essa, o cara se enganou porque? Samuel vai no ponto quando diz “Não somos todos iguais”, “Existem outros negros famosos que fazem comercial”, “Eu sou o único negro do filme Robocop que não é criminoso“…

Aí está o ponto, grupos étnicos foram segregados por anos, décadas, SÉCULOS... E a mentalidade da sociedade ocidental ainda está carrega desses valores que estereotipam de forma preconceituosa esses grupos, e pior, acha isso natural, não vê nada de errado com essa atitude e taxa como “patrulha ideológica do politicamente correto” se alguém questiona o ocorrido.

Vi pessoas dizendo que “ai, mudar o intérprete do Luke Cage pra um cara loiro ia ser a mesma coisa que fazer o Tocha Humana ser um negro“, mas É CRARO QUE NÁO É A MESMA COISA , PORRAAAAAAAAAAAA!!! O cara simplesmente joga na latrina todo um contexto histórico (de séculos) de escravidão e subserviência forçada que levou a sociedade a idealizar essas ideias preconceituosas… E é exatamente sobre isso que Bernard Chang está protestando!

Sobre Hell

O Hell, este que vos fala.

Além disso, verifique

De Destemido a She-Hulk – Traduzir ou não traduzir?

Esses dias aí pintou no mundo a notícia de que a atriz Tatiana Maslany vai interpretar …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.