Home / Cinema / Battle Angel Alita com um novo diretor!

Battle Angel Alita com um novo diretor!

Caramba! Nem lembrava mais disso!

Lá no início dos anos 2000, numa época em que começava o grande mercadão das adaptações para o cinema, o diretor James Cameron andava comprando os direitos de TUDO o que estava disponível e além do finado projeto com o Homem-Aranha, outro gibi também ficou engavetado esperando adaptação: Battle Angel Alita.

battle-angel-alita-new-readers-guide-20070312023025453

A obra de Yukito Kishiro, escrita em 1990, trazia a história dum mundo meio-cyberpunk meio-pós-apocalíptico onde uma ciborgue é resgatada sem memória de um ferro-velho por um cientista/médico/mecânico/mercenário/caçador de recompensas e que ao mesmo tempo em que tenta recuperar seu passado caça criminosos pelo mundo devastado utilizando a única lembrança de sua vida pregressa – o conhecimento da ARTE MARCIAL CIBORGUE Panzer Kurst.

Soa confuso? Soa. Mas era maneiro pra caralho!

O mangá, que chegou a sair por aqui pela JBC e trazia uma mistura de crítica social e violência em suas páginas, ficou num limbo durante décadas aguardando que Cameron seguisse com a produção – coisa que não aconteceu devido ao envolvimento do cara com outro projeto, Pocahontas Avatar. Mas parece que agora vai!

Fox (crendeuspai…) anunciou que outro diretor aclamado pela nerdaiada estaria em negociações para assumir o projeto: Robert Rodriguez, o diretor que consegue a proeza de entregar em menos de dois anos Sin CitySharkboy e Lava Girl. Vai vendo…

 

Num pronunciamento, Cameron comentou a decisão

“Robert e eu estávamos procurando um filme para fazer juntos por anos, então eu fiquei empolgado quando ele me disse que gostaria de fazer ‘Battle Angel’ (…) nós já estamos como duas crianças construindo um carrinho de rolemã, nos divertindo na criação e na parte técnica. Esse projeto é muito querido para mim e não existe ninguém em que eu confie mais do que Robert, com sua virtuosidade técnica e estilo rebelde, para tomar as rédeas da direção. Nós estamos ansiosos para aprender muito um sobre o outro enquanto fazemos um épico chutador-de-bundas.”

Rodriguez também falou qualquer coisa aí sobre o projeto, mas eu não vou colocar aqui, não, foloda-se.

Sabe porque? Porque isso cheira a falcatrua.

Cameron sempre teve a péssima mania de reservar coisas pra fazer, guardar na gaveta e nunca tirar nada do papel de fato. Foi assim com o amigão-da-vizinhança e foi assim até agora com o Battle Angel. Daí pegam um diretor que nem o Rodriguez – que é pau pra toda obra – pra ver se sai alguma coisa daí que dê algum dinheiro.

E se vai render algo além de grana, só deus sabe, uma vez que embora eu curta bastante os filmes do cara também sei reconhecer que ele possui um currículo bem irregular. Só é uma pena isso aparecer agora – fosse a uns anos atrás quem sabe não rolaria uma Jessica Alba mais viçosa e bacaninha, androide porradeira, para a felicidade geral da nação?

Que bonito seria.

Sobre Tango Commando

Carlos Gardel com colônia de Napalm

Além disso, verifique

Podcast MdM #536: Os filmes de super-heróis que (quase) esquecemos

No podcast de hoje os MdMs relembram aqueles filmes de heróis que caíram no esquecimento: …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.