Home / Cinema / 8,5 filmes do Netflix para assistir no Dia das Bruxas

8,5 filmes do Netflix para assistir no Dia das Bruxas

terror_netflix_dest

Uma das coisas legais de um serviço como o Netflix é a possibilidade de assistir filmes que você nem sabia que existiam, seja de Hollywood ou de outros países. É claro que tem muito filme merda no catálogo, mas se você tiver paciência e um pouco de sorte, pode achar umas pérolas interessantes.

Então confiram aí uma lista de filmes maneiros que tem no Netflix, não necessariamente geniais, mas interessantes o bastante para assistir no Dia das Bruxas. Os títulos dos filmes estão como aparecem no Netflix (alguns não estão traduzidos):

8. Expresso do Amanhã
Baseado numa HQ francesa que pelo que eu ouvi dizer tem pouco a ver com o filme, esta produção estrelada pelo Capitão América Cris Evans mostra um futuro onde o mundo está numa nova era do gelo e os humanos restantes sobrevivem trancados em um trem que dá a volta ao mundo sem parar. Não é exatamente de terror, mas a história é bacana e tem umas coisas sinistras. Também tem umas críticas sociais nem um pouco inéditas, mas sempre interessantes.

7. O ABC da Morte 2
Eu gosto muito do formato de antologia, e acho que histórias de terror frequentemente se beneficiam quando são mais curtas. Este filme é, como o primeiro, uma coleção de curtas-metragens feitos por 26 diretores diferentes ao redor do mundo. Como toda compilação, tem histórias muito boas, muito ruins e medianas. Mas para quem curte terror, vale pelo exercício criativo.

6. Lifeforce
Outra das coisas legais do Netflix é ter no catálogo filmes antigos, não necessariamente os clássicos, mas divertidos o bastante. Lifeforce é uma pérola dos anos 80 dirigida por Tobe Hooper (que fez também Poltergeist e o Massacre da Sera Elétrica). Nesta história, astronautas encontram corpos que parecem humanos em animação suspensa numa nave alienígena à deriva no espaço. Ao trazerem os corpos para a terra, eles se revelam como um tipo de raça vampírica, que se alimenta da energia vital das pessoas. É claro que o filme é datadaço, mas vale a diversão (e tem molier nua pelada).

5. Sob a Pele
Esse filme esquisitaço com a Scarlett Johansson exige dedicação e pode não ser a melhor opção para quem quer um filme padrão Hollywood que não faça pensar muito. Mas, para quem quer alguma coisa diferente, é uma boa pedida. Na história, Johansson é uma alienígena disfarçada de humano que atrai homens para serem capturados. É bem arrastado e exige que o espectador preencha as lacunas da história, mas eu particularmente gostei bastante.

4. Clown
Para quem quer ter uma ideia das habilidades cinematográficas do diretor do próximo Homem Aranha, Clown é a opção. Mas, diferente do cabeça de Teia, a história aqui não é nada engraçada ou leve: um homem encontra uma velha fantasia de palhaço que não consegue tirar e que aos poucos vai tomando seu corpo. Filme de terror padrão, com os clichês já conhecidos, mas bem feitinho e que vale a assistida.

3. Honeymoon
Esse filme é pouco conhecido (ou pelo menos era quando eu assisti), e tem toda cara de filme independente, mas é maneiro. Na história, um casal vai para um local isolado celebrar sua lua de mel, mas alguma coisa estranha acontece o resto é melhor assistir para ver. Filme sinistro.

2. Morte Negra
Esse deve ser talvez o mais conhecido da lista, junto com Expresso do Amanhã, mas acho que vale a posição. Na história, durante a Peste Negra, cavaleiros são mandados para um local onde as pessoas aparentemente estão livres da peste. Dizem as lendas que há magia negra naquele lugar. Filme muito legal com umas reviravoltas interessantes.

1. Sangre de Mi Sangre
Esse filme que eu nunca tinha ouvido falar foi uma grata surpresa. Na história, duas irmãs vivem juntas num apartamento, com a mais velha sofrendo de síndrome do pânico. A vida das duas muda quando um estranho aparece pedindo ajuda na porta do apartamento. Recomendo demais.

0,5 – Timelapse
Este não é um filme de terror per se, mais um thriller, mas vale a menção na posição extra. Na história, três amigos encontram uma máquina fotográfica que tira fotos do futuro. É um suspense padrão, mas bem redondinho e trabalha com o conceito de paradoxo temporal de forma bem interessante.

Sobre Algures

Oi, meu nome é Algures e eu tenho 35 anos (ou teria, se estivesse vivo). Compartilhe esse post com 20 pessoas e minha alma estará sendo salva por você e pelos outros 20 que receberão. Caso não repasse essa postagem, vou visitar-lhe hoje à noite. Dia 15 de Julho, José resolveu rir desse post, uma noite depois ele sumiu sem deixar vestígios. O mesmo aconteceu com Maria dia 18 de Outubro. Não quebre essa corrente, por favor, a não ser que queira sentir a minha presença (atrás de você).

Além disso, verifique

Podcast MdM #403: o último podcast do MdM antes do fim do mundo!

No podcast de hoje Hell, Maximus, Algures, Lojinha e Nasic vão fazer uma homenagem ao …